Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/1017
Título: A importância do questionamento no desenvolvimento da competência reflexiva em contextos de supervisão
Autor: Jesus, Maria Helena Pedrosa de
Sá-Correia, Maria José
Abrantes, Manuela
Palavras-chave: Supervisão pedagógica
Questionamento
Professor reflexivo
Investigação-acção
Data: Fev-2006
Citação: JESUS, Maria Helena Pedrosa de ; SÁ-CORREIA, Mª José ; ABRANTES Manuela (2006) - A importância do questionamento no desenvolvimento da competência reflexiva em contextos de supervisão. In Actas do XIV Colóquio da AFIRSE. Lisboa, 16-18 de Fevereiro - Para um Balanço da Investigação em Educação de 1960 a 2005 : Teorias e Práticas: actas. Lisboa. Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa.
Resumo: A criação de adequados contextos de supervisão pedagógica requerem encontros de supervisores-cooperantes e estagiários que assentam em trocas discursivas entre os participantes. Nestes encontros, em que um dos objectivos é reflectir sobre a actuação na aula e fora dela, o discurso entre os vários interlocutores revela aspectos que são de realçar. No nosso estudo foi possível observar que são normalmente os formadores a iniciar os tópicos, a formular a maior parte das questões e a decidir quem deve tomar a palavra. Os estagiários /formandos remetem-se ao papel de respondentes, deixando-se conduzir pelas preferências discursivas dos seus formadores/interlocutores. Contudo, quando confrontados com a realidade que emana dos dados recolhidos, o discurso do poder ligado à função que desempenham, os supervisores cooperantes reconhecem a necessidade de alterar os seus padrões discursivos, tendo em vista uma distribuição mais equilibrada da palavra, para que aos estagiários seja dada possibilidade e tempo de colocarem questões sobre os conteúdos de reflexão. É nosso objectivo, nesta comunicação, partilhar uma experiência realizada com supervisores cooperantes e respectivos estagiários, ao longo de três anos lectivos, com recurso à investigação-acção como estratégia de formação na área do questionamento. Deste modo, actuou-se sobre as práticas de supervisão, potenciando uma lógica de reflexão crítica desejável sobre o que é dito, como é dito e para que é dito. Apresentam-se alguns resultados que apontam para a pertinência da formação dos supervisores através da reflexão sobre os discursos, concretamente sobre as perguntas formuladas, de modo a permitir o desenvolvimento pessoal e profissional de formadores e formandos.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/1017
Aparece nas colecções:ESECB - Comunicações em encontros científicos e técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MA_XIV Colóquio.pdf446,55 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.