Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/1057
Título: O papel das folhas na entrada e saída da dormência dos gomos de oliveira
Autor: Ramos, A.S.
Rallo, L.
Rapoport, H.F.
Palavras-chave: Olea europaea
Alternância
Paradormência
Endodormência
Ecodormência
Data: 2005
Editora: APH
Citação: RAMOS, A.S. ; RALLO, L. ; RAPOPORT, H.F. (2005) - O papel das folhas na entrada e saída da dormência dos gomos de oliveira. In Congresso Ibérico de Ciências Hortícolas, 5, Porto - Actas Portuguesas de Horticultura. N.º 6, p. 586-591.
Resumo: Estaquinhas sub-apicais com três nós, obtidas a partir de ramos do ano, foram forçadas, com e sem folhas, em câmaras de crescimento a 20°C, ou armazenadas a 5°C antes do período de forçagem, com o objectivo de determinar o papel das folhas na entrada e quebra da dormência dos gomos da oliveira. Os resultados dos ensaios realizados com estaquinhas forçadas imediatamente após a sua colheita no campo mostram um efeito inibidor das folhas no abrolhamento dos gomos localizados nas respectivas axilas (paradormência) até meados de Fevereiro, com algumas diferenças entre as árvores com (safra) e sem (contra-safra) frutos. Nas árvores sem frutos, o abrolhamento dos gomos axilares das estacas sem folhas vai diminuindo progressivamente ao longo do período outonal, enquanto nas árvores com frutos o abrolhamento é irregular, mas mais uniforme durante todo o período de observação. Em meados de Fevereiro, nas estacas colhidas nas árvores sem frutos no ano anterior, as folhas perdem o seu efeito inibidor, justamente no momento em que todos os gomos abrolhados passam a dar origem a inflorescências. Os resultados dos ensaios com armazenamento prévio a 5°C das estacas colhidas em árvores sem frutos confinam o papel inibidor das folhas sobre o abrolhamento, quer o momento da desfoliacao tenha sido antes ou depois do armazenamento. Contudo, apenas nas estacas armazenadas com folhas se notou uma redução no abrolhamento dos gomos axilares e a produção de inflorescências. Estes resultados sugerem um importante papel das folhas na imposição progressiva de um certo estado de dormência dos gomos reprodutivos da oliveira e que esse papel se mantém até à completa satisfação das necessidades em frio.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/1057
Aparece nas colecções:ESACB - Comunicações em encontros científicos e técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Resumo_RAM.PDF35,87 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.