Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/1143
Título: Impacte ambiental das antigas explorações mineiras na região de Segura
Autor: Antunes, Isabel Margarida Horta Ribeiro
Orientador: Neiva, Ana Margarida R.
Palavras-chave: Geoquímica
Granito
Exploração mineira
Segura
Data de Defesa: 1999
Editora: UC. FCT
Citação: ANTUNES, Isabel Margarida Horta Ribeiro (1999) - Impacte ambiental das antigas explorações mineiras na região de Segura. Coimbra : UC. FCT. 176 p. Dissertação de Mestrado
Resumo: Na região de Segura ocorrem granito de grão médio a grosseiro de duas micas que domina, granito de grão fino moscovítico, filões de pórfiro granodiorítico, filões aplíticos, aplito-pegmatíticos estaníferos, filões de quartzo com cassiterite e volframite e filões de quartzo com barite, galena e blenda. A geoquímica dos minerais das rochas graníticas e filões de quartzo indicam que os dois granitos correspondem a dois magmas distintos não relacionados; o pegmatito granítico estanífero ter-se-à formado por diferenciação magmática do granito de duas micas; os filões de quartzo com cassiterite e volframite estão relacionados com o pegmatito e os filões de quartzo com barite, galena e blenda correspondem a uma geração mais tardia. Além disso, os filões aplíticos estão relacionados com o granito moscovítico. Nas rochas graníticas, o feldspato potássico retém mais P2O5 do que a plagioclase coexistente, mas não houve fraccionação de fósforo entre eles. As observações texturais e geoquímicas mostram que o pegmatito granítico tem quartzo, feldspatos, moscovite, topázio, hidroxiapatite, montebrasite e natromontebrasite primários, mas a lepidolite substitui parcialmente a moscovite. As moscovites hidrotermais dos filões de quartzo são mais ricas em Mg, Fe+Mn+Mg, Mg/(Mg+Fe) e teor de celadonite e mais pobres em AlVI, AlIV+AlVI e teor de paragonite dos que as moscovites magmáticas das rochas graníticas. Entre as moscovites dos filões de quartzo, as mais ricas em AlIV e mais pobres em F e teor de paragonite pertencem aos filões de quartzo com barite, galena e blenda. A cassiterite dos filões de quartzo com cassiterite e volframite tem Fe » Mn e é mais rica em Ti e mais pobre em Nb, Ta, W, Mn, (Ta+Nb)/(Fe+Mn) do que a cassiterite do pegmatito granítico estanífero com Mn » Fe. A cassiterite do pegmatito apresenta exsoluções de manganocolumbite e mangano-ferrocolumbite. A volframite destes filões de quartzo tem Fe » Mn e mostra zonamento com aumento em Mn, Mn/Fe e decréscimo em Fe do bordo para o núcleo do cristal. A maior variedade de sulfuretos, analisados por microssonda, foi encontrada nos filões de quartzo com cassiterite e volframite, que contêm pirrotite monoclínica, arsenopirite levemente zonada (alterada para farmacosiderite), pirite, blenda, calcopirite e estanite e ainda os sulfossais matildite e schapbachite. Nos filões de quartzo com barite, galena e blenda, além destes sulfuretos encontraram-se cobaltite, pirite e calcopirite. A galena apresenta alterações para anglesite, piromorfite e fosfato de Fe e Pb. Os solos e sedimentos de linhas de água de Segura apresentam anomalias de Sn, W, B, As e Cu relacionadas com os filões de quartzo com cassiterite e volframite e anomalias de Ba, Pb e Zn relacionadas com os filOes de quartzo com barite, galena e blenda. A contaminação destes solos em As, Sn, B e Ba indica não poderem ser utilizados para actividades agrícolas e residenciais e a contaminação em As impede o seu use para actividades industriais. Além disso, as águas de nascentes, linhas de água e pequenas retenções não devem ser usadas para consumo humano, mas genericamente podem ser utilizadas para a rega de terrenos agrícolas. A contaminação das águas analisadas em As, Fe, Mn e Zn é devida principalmente às explorações mineiras abandonadas, enquanto a contaminação em SO42-, NO3- e NO2- é atribuída a contaminação antrópica.
Descrição: Dissertação apresentada à Universidade de Coimbra para obtenção do Grau de Mestre em Geociências (especialidade Geologia do Ambiente e do Ordenamento do Território)
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/1143
Aparece nas colecções:ESACB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DISSERT_IMA.pdf108,92 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.