Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/1203
Título: Experiências matemáticas no Jardim do Paço : relatório de estágio
Autor: Nunes, Maria Fernanda de Bastos
Palavras-chave: Espaços não formais de educação
Simetria
Geometria
Medida
Data de Defesa: Jul-2011
Citação: NUNES, Maria Fernanda de Bastos (2011) – Experiências Matemáticas no Jardim do Paço : relatório de estágio. Castelo Branco : IPCB. Escola Superior de Educação. 210 f. Dissertação de Mestrado.
Resumo: O presente Relatório de Estágio foi elaborado no âmbito da unidade curricular de Prática Supervisionada, integrada no 1º semestre do 2º ano, do 2º ciclo de estudos, Mestrado em Educação de Infância e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico, ministrado na Escola Superior de Educação de Castelo Branco. O período de estágio apresenta-se efectivamente como uma oportunidade fulcral para o desenvolvimento e experimentação de métodos, técnicas e estratégias que põem muitas vezes em questão concepções e preconceitos inerentes ao processo de ensino-aprendizagem, levando-nos à necessidade de analisar, interpretar e reflectir sobre situações e ocorrências factuais. De acordo com os princípios orientadores da acção pedagógica no 1º Ciclo (ME-DEB, 2001, p.23) o desenvolvimento da educação escolar deve, neste ciclo, promover nos alunos aprendizagens activas, significativas, diversificadas, integradas e socializadoras. Tendo por base as finalidades fundamentais do ensino da matemática (Ponte et al, 2007, p.3), desenvolveu-se um estudo incidente sobre a repercussão nas aprendizagens matemáticas do 4º Ano do 1º Ciclo da realização de situações práticas/experimentais no Jardim do Paço de Castelo Branco. A opção metodológica recaiu sobre a Investigação-Acção, tendo com técnicas de recolha de dados, a observação não participante, notas de campo, registo fotográfico, documentos de registo de actividades, textos e desenhos, entrevista semi-estruturada à professora cooperante e conversa informal com as crianças. Os resultados permitem inferir que a intenção entre estes dois espaços de educação (formal e não formal) constitui uma mais-valia na consolidação de conhecimento matemático, nas suas vertentes conceptual e procedimental, sobretudo no âmbito da Geometria e Medida, bem como, agentes catalisadores no que concerne à comunicação em matemática. Emerge igualmente deste estudo que os espaços não formais de educação são promotores de motivação, desafio e interacção social em crianças do 4º Ano do 1º Ciclo do Ensino Básico.
Descrição: Relatório de estágio apresentado ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/1203
Aparece nas colecções:ESECB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relatório de Estágio Maria Fernanda.pdf7,51 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.