Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/1275
Título: Escalonamento autónomo e sensível ao contexto para ecrãs públicos
Autor: Ribeiro, Fernando Reinaldo Silva Garcia
Palavras-chave: Computação sensível ao contexto
Computação ubíqua
Ecrãs públicos
Ecrãs situados
Escalonamento adaptativo
Escalonamento autónomo
Espaços inteligentes
Espaços interactivos
Data de Defesa: 2010
Editora: Universidade do Minho. Escola de Engenharia
Citação: RIBEIRO, Fernando Reinaldo Silva Garcia (2010) - Escalonamento autónomo e sensível ao contexto para ecrãs públicos. [Guimarães]: Universidade do Minho. Escola de Engenharia. XXIV, 195 f . Tese de Doutoramento
Resumo: O advento da computação ubíqua e a proliferação das tecnologias de ecrãs e sensores fez surgir novas oportunidades para o desenvolvimento de ecrãs interactivos e sensíveis ao contexto. Estes ecrãs, integrados com vários tipos de sensores, podem ser utilizados para apresentação de aplicações ubíquas cujos conteúdos estão relacionados com o espaço onde se encontram situados. Nestes casos os ecrãs podem actuar como portais entre o mundo virtual e o mundo físico desses espaços, reflectindo a informação e as interacções associadas ao seu ambiente envolvente e às pessoas que o frequentam. Para que isto seja possível, os ecrãs públicos e situados devem ir muito além daquilo que, actualmente, é a sua utilização, que consiste essencialmente na apresentação de conteúdos pré‐definidos, através de algoritmos de escalonamento não adaptativos, ou simples reacções a interacções dos utilizadores. Os ecrãs devem ser capazes de autonomamente descobrir de forma dinâmica as fontes de conteúdos mais relevantes e mais apropriadas para cada situação em particular e seleccionar, a cada momento, o conteúdo mais útil para o contexto social envolvente do ecrã. Nesta tese é proposta uma nova abordagem de escalonamento autónomo e sensível ao contexto para ecrãs públicos. Nesta abordagem, as intencionalidades partilhadas do gestor do ecrã e dos múltiplos visitantes do espaço, obtidas através de interacções situadas na forma de palavras‐chave, semanticamente contextualizadas através de informação de contexto, permitem a construção de um perfil de espaço partilhado de alto nível o qual representa o ambiente social envolvente do ecrã. Esta informação, juntamente com modelos de relevância adaptados ao tipo de conteúdo, representam a base do modelo de escalonamento adaptativo que procura as fontes de conteúdo mais relevantes e selecciona, a cada momento, o conteúdo mais apropriado para o ambiente social envolvente do ecrã. Os resultados das avaliações sugerem que os utilizadores reconhecem a sensibilidade do ecrã às suas interacções e que esta é uma abordagem viável para a recomendação adaptativa de conteúdo em ecrãs públicos seleccionando conteúdo relevante e adequado à sua envolvente social. Sugerem também que a abordagem proposta pode representar um passo importante para a emergência de um perfil dinâmico de espaço que representa as expectativas sociais e as práticas da sua envolvente social valorizando esses espaços e criando janelas de interacção com os sistemas de informação e com as actividades associadas a esses espaços.
Descrição: Tese de Doutoramento apresentada à Escola de Engenharia da Universidade do Minho.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/1275
Aparece nas colecções:ESTCB - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese - Fernando Ribeiro - 2010.pdf3,26 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.