Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/1277
Título: Determinação do habitat potencial de Asphodelus bento-rainhae P. Silva com recurso à análise espacial multi-critério
Autor: Quinta-Nova, L.C.
Barbosa, C.
Batista, A.
Carvalho, S.
Chapeira, S.
Contreras, P.
Cruz, J.
Fernandes, P.
Ferreira, C.
Freitas, A.
Garcia, R.
Lopes, J.
Pires, P.
Rodrigues, T.
Palavras-chave: Asphodelus bento-rainhae
Índice de Adequabilidade de Habitat (HSI)
Serra da Gardunha
Sistemas de Informação Geográfica
Data: 2012
Citação: Quinta-Nova, L.C.; Barbosa, C.; Batista, A.; Carvalho, S.; Chapeira, S.; Contreras, P.; Cruz, J.; Fernandes, P.; Ferreira, C.; Freitas, A.; Garcia, R.; Lopes, J.; Pires, P. & T. Rodrigues, 2012. Determinação do habitat potencial de Asphodelus bento-rainhae P. Silva com recurso à análise espacial multi-critério. III Encontro de Sistemas de Informação Geográfica - Aplicações SIG em Recursos Agro-Florestais e Ambientais. Castelo Branco, 17 e 18 de Maio.
Resumo: Asphodelus bento-rainhae P. Silva é uma espécie de Liliaceae, endémica da serra da Gardunha (Fundão). A sua área de distribuição ocupa cerca de 700 ha, exclusivamente na vertente norte, entre 530 a 810 m de altitude, em solos profundos resultantes de depósitos de vertente de corneanas e xistos mosqueados derivados de metaformismo de contacto dos xisto-grauvaque, repartindo-se por sete freguesias do concelho do Fundão: Souto da Casa, Aldeia Nova do Cabo, Aldeia de Joanes, Fundão, Alcongosta, Donas e Alcaide. É uma espécie associada a habitats florestais, encontrando-se no sub-bosque de carvalhais de Quercus robur e/ou Quercus pyrenaica, ou mesmo de castinçais bem conservados, mais ou menos abertos. Encontra-se, igualmente, em pinhais de Pinus pinaster, bosques mistos e taludes de cerejais, onde não sejam aplicados herbicidas. A abundância da espécie aumenta de leste para oeste onde se verifica uma maior concentração de habitats florestais. A identificação do habitat mais favorável foi efetuada com base na integração de um conjunto de fatores biofísicos com recurso ao programa ArcGIS 9.3.1, tendo por base a ficha do Plano Sectorial da Rede Natura 2000, bem como outra bibliografia respeitante à espécie em causa, tendo sido utilizada a seguinte cartografia de base: altimetria, litologia, vegetação/ ocupação do solo e solos. Com base nos dados altimétricos foi ainda elaborado o tema exposições. Os diferentes temas foram classificados em três níveis de aptidão para a espécie: desfavorável (0), pouco favorável (1) e favorável (2). Com base nos temas resultantes da reclassificação em níveis de aptidão, calculou-se o índice de adequabilidade de habitat (HSI) para o Asphodelus bento-rainhae. Finalmente, comparou-se os resultados obtidos com a distribuição real da espécie, resultante da prospeção realizada no âmbito do projeto LIFE- -Natureza - Asphodelus bento-rainhae - medidas de conservação e gestão, tendo-se verificado uma elevada relação entre os valores de HSI obtidos e a distribuição da espécie.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/1277
Aparece nas colecções:ESACB - Posters em encontros científicos/técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Poster_ABR_LQN.pdf3,52 MBAdobe PDFVer/Abrir
III_ESIG_2012_2.pdf1,49 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.