Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/1279
Título: Análise das tendências de mudança da paisagem (BIS e PIS) no período compreendido entre 1990 e 2006 e seus impactos na diversidade de aves
Autor: Galego, J.
Alegria, C.M.M.
Quinta-Nova, L.C.
Pacheco, C.
Palavras-chave: Ecologia da paisagem
Biodiversidade
Análise de padrões espaciais
Sistemas de Informação Geográfica
Data: 2012
Citação: GALEGO, Joana, et al. (2012) - Análise das tendências de mudança da paisagem (BIS e PIS) no período compreendido entre 1990 e 2006 e seus Impactos na Diversidade de Aves. III Encontro de Sistemas de Informação Geográfica - Aplicações SIG em Recursos Agro-Florestais e Ambientais. Castelo Branco, 17 e 18 de Maio.
Resumo: Este trabalho foi desenvolvido no âmbido do Projecto Final do Mestrado em SIG. Consistiu no estudo da evolução da paisagem a partir de cartas de coberto/uso do solo obtidas por detecção remota, num período de 17 anos (1990-2007), na região Interior Centro do país (Beira Interior Sul e Pinhal Interior Sul), bem como a influência da dinâmica das unidades de paisagem sobre as aves nidificantes dessa região, utilizando softwares específicos. Constituíu-se como objectivo deste trabalho, analisar a dinâmica temporal da paisagem na referida área e verificar a sua correlação com a dinâmica populacional da avifauna nidificante, pressupondo-se que tenha ocorrido alteração nessa mesma região. Propõe-se com este estudo verificar a hipótese de haver correlação entre a composição e estrutura da paisagem com a riqueza de espécies nidificantes. Na metodologia, foram usadas métricas de paisagem para quantificar a paisagem da área de estudo em duas datas distintas (1990 e 2006) a partir de informação do CORINE Land Cover 1990 e CORINE Land Cover 2006, bem como dos Atlas das Aves Nidificantes de 1989 e 2005, de modo a extrair a informação relativa à presença/ausência das espécies de avifauna nidificante. Paralelamente, foi feita uma harmonização das classes de ocupação de solo com os habitats caracterizantes dos grupos de espécies de aves. Finalmente, foi feita uma análise temporal da variação das unidades de paisagem e paralelamente a análise da variação do número de espécies para posterior verificação da correlação entre estas duas variáveis. Os resultados revelaram que houve fragmentação da paisagem, principalmente a nível dos sistemas florestais, ao longo dos 16 anos. Em termos de recolha de informação, a escala revelou ser um elemento fulcral na análise e comparação dos dados, visto a informação presente nos dois Atlas ter sido recolhida a diferentes escalas. Por fim, existe correlação entre a estrutura e composição que define a paisagem com a riqueza de espécies presentes, com excepção das classes relativas a florestas e tecido urbano. Em suma, os resultados demonstraram que os SIGs são muito úteis para estes processos de verificação e validação de fenómenos, como também para uma visão prospectiva dos mesmos.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/1279
Aparece nas colecções:ESACB - Posters em encontros científicos/técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
poster_IIISIG_JG.pdf7,02 MBAdobe PDFVer/Abrir
III_ESIG_2012_1.pdf1,54 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.