Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/1500
Título: A promoção da igualdade de género com recurso à atividade lúdica - uma experiência com crianças de educação pré-escolar
Autor: Gomes, Vânia Raquel Vicente
Palavras-chave: Estereótipos de género
Igualdade de oportunidades
Atividade lúdica
Educação pré-escolar
Data de Defesa: 2012
Citação: GOMES, Vânia Raquel Vicente (2012) - A Promoção da Igualdade de Género com Recurso à Atividade Lúdica - uma experiência com crianças de Educação Pré-Escolar. Castelo Branco : IPCB. Escola Superior de Educação. 182 f. Dissertação de Mestrado.
Resumo: Este estudo apoia-se no âmbito da Prática Supervisionada em Educação Pré-Escolar e enquadra-se na temática da igualdade de género, cujo interesse e curiosidade surgiram após observadas as atitudes e os comportamentos diferenciados de género por parte do grupo de crianças. Desta forma definimos como objetivo central promover a igualdade de género recorrendo à atividade lúdica. Para melhor compreender a situação ocorrida e de forma a aprofundar mais e melhor a temática, realizamos diversas pesquisas. Recorremos à metodologia do estudo de caso e a diferentes técnicas e instrumentos de investigação, nomeadamente, a observação participante, onde observamos e registamos o jogo espontâneo das crianças nos diferentes espaços temáticos de aprendizagem, apoiando-nos numa grelha de observação, de modo a registar o essencial dos comportamentos e atitudes de acordo com os objetivos do estudo; as notas de campo que fomos recolhendo ao longo da investigação; e ainda entrevistas semiestruturadas que foram realizadas à Educadora de Infância e às crianças, no sentido de identificarmos as representações sobre os estereótipos de género. Mediante a aplicação e análise dos dados obtidos das técnicas e instrumentos, planificamos e implementamos atividades com o intuito de permitir às crianças vivenciarem diferentes papéis de modo a questionarem estereótipos de género. Esta pesquisa foi desenvolvida com um grupo de nove crianças, sendo três do sexo masculino e seis do sexo feminino. Daqui selecionamos a amostra, de forma a integrarmos o mesmo número de sujeitos de cada sexo, sendo três meninos e três meninas. Recolhidos e analisados os dados, foi possível apurar que ainda existem estereótipos de género, não só nas crianças como também nos educadores de infância e, desta forma, permite-nos constatar que é necessário e importante promover a igualdade de género no Jardim de Infância para que as crianças, desde cedo, comecem a perceber e interiorizar que todos devemos ter a mesma igualdade de direitos e de oportunidades.
Descrição: Relatório de Estágio apresentado ao Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/1500
Aparece nas colecções:ESECB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relatório de Estágio.pdf1,49 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.