Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/1510
Título: Comparação da capacidade de realização de AVDI's em pessoas idosas integradas na comunidade e institucionalizadas: resultados preliminares
Autor: Pinheira, Vítor
Pinto, Soraia
Palavras-chave: Pessoas idosas
AVDI's
Institucionalizado/comunidade
Dependência
Data: 9-Nov-2012
Citação: PINHEIRA, Vitor; PINTO, Soraia (2012) - Comparação da capacidade de realização de AVDI's em pessoas idosas integradas na comunidade e institucionalizadas: resultados preliminares. In: Congresso Internacional sobre Gerontologia/Geriatria: envelhecimento ativo: atravessando gerações, Viseu, 9-10 de novembro. Poster
Resumo: Objetivo: O objetivo deste estudo é avaliar e identificar a influência da institucionalização na capacidade de realização das atividades da vida diária instrumentais (AVDI) pelas pessoas idosas. Materiais e Métodos: Estudo longitudinal, comparativo e descritivo que envolve a aplicação da Escala de Lawton e Brody para as AVDI a pessoas com mais de 65 anos em quatro momentos distintos: no momento de entrada do sujeito no lar e nos sujeitos residentes na sua própria habitação e passados 3, 6 e 12 meses após o primeiro momento para ambos os grupos. Os sujeitos do estudo foram obtidos por conveniência e a recolha dos dados ocorreu entre julho de 2011 e maio de 2012 nos distritos de Castelo Branco e Viseu. Para análise dos dados foi utilizado o software Statistical Package for the Social Scienses (SPSS) versão 20. Resultados: Os resultados provisórios após os três primeiros momentos de avaliação indicam um aumento da dependência na capacidade de realização das AVDI. Para as pessoas idosas residentes em lares no momento T0 a pontuação média da escala é de 20,96, aumentando no momento T1 para 23,96 e no momento T2 para 25,11. Já nas pessoas idosas residentes na sua própria casa no momento T0 a pontuação média da escala é de 14,50, aumentando no momento T1 para 14,57 e no momento T2 para 14,90. Conclui-se que o nível de dependência dos sujeitos institucionalizados é superior em todos os momentos de avaliação aos que residem nas suas próprias habitações. Todos os valores mencionados apresentam significância estatística, com um valor de p <0,05. Na análise do comportamento de ambos os grupos com a comparação dos vários momentos de avaliação entre si, conclui-se que os dois grupos aumentaram o grau de dependência entre cada momento de avaliação. Contudo, as perdas são mais evidentes nos idosos institucionalizados. Conclusão: Há um aumento de dependência para a realização das AVDI em ambos os grupos, mais evidente nos idosos institucionalizados, como sugere a literatura (1-2). Sugere-se assim que as instituições e as próprias famílias elaborem estratégias que permitam manter a autonomia e a funcionalidades destas pessoas idosas.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/1510
Aparece nas colecções:ESALD - Posters em encontros científicos/técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
poster_viseu_2012 - pdf.pdf2,11 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.