Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/1511
Título: Fisiowalking: equilíbrio e marcha
Autor: Leitão, Catarina
Vivas, I.
Pinheira, Vítor
Palavras-chave: Fisiowalking
Fisioterapia
Marcha
Espaços verdes
Data: 19-Out-2012
Citação: LEITÃO, Catarina; VIVAS, Inês; PINHEIRA, Vitor (2012) - Fisiowalking: equilíbrio e marcha. In Congresso Internacional Luso-Espanhol sobre Envelhecimento Positivo e Solidariedade Intergeracional, 8, Castelo Branco, 18-20 de Outubro. Comunicação Oral.
Resumo: Introdução: Segundo dados recentes da literatura, o exercício físico é das intervenções mais eficazes para diminuir e atrasar os efeitos da incapacidade associados ao envelhecimento (1). Diversos estudos apontam que o treino de exercício multidimensional quando realizado em espaços verdes, traduz-se em maiores ganhos em termos físicos e mentais para as populações envolvidas (2-5). Objectivos: Promover a saúde das pessoas com idade ≥ 65 anos; Instituir o hábito da atividade física regular em grupo e em espaços verdes, alertando para a importância da realização regular de atividades aeróbias, com exercícios posturais, de equilíbrio, treino propriocetivo e relaxamento; Aumentar a dinâmica do projeto da ESALD “Prestação de Serviços à Comunidade”. Metodologia: O “FisioWalking”(FW) é uma intervenção centrada numa atividade aeróbia, a marcha, sendo esta realizada ao ar livre e intercalada por exercícios posturais, de coordenação, equilíbrio, flexibilidade e de propriocepção e finalizada por uma sessão de relaxamento. O FW foi efetuado 2 vezes por semana, com a duração de 1 hora por sessão, ao longo de 7 semanas. Com o intuito de avaliar a sensibilidade da população à mudança e, consequentemente, a eficácia do projeto, este teve dois momentos de avaliação, T0 e T1. Todos os participantes foram submetidos a um exame subjetivo e à realização de três medidas de avaliação. O exame subjetivo foi realizado através de um questionário e as três medidas de avaliação utilizadas foram: SF-12; Timed Up and Go Test; e Escala de Borg. Conclusão: Foram obtidas diferenças significativas (p<0,05), ao nível da saúde física, do equilíbrio e risco de queda e da resistência ao esforço. Só ao nível da saúde mental não foram obtidas diferenças significativas, pois apresenta um p=0,878. O FW demostra ser efetivo e eficaz para os objetivos a que se propõe. Esta intervenção foi aplicada a pessoas com idade ≥ 65 anos, mas a promoção da saúde e prevenção da doença poderão ser efetuadas mais cedo, sendo que o FW poderá ser aplicado a qualquer grupo etário que reúna as condições pretendidas.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/1511
Aparece nas colecções:ESALD - Comunicações em encontros científicos e técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Fisiowalking - Comunicação oral.pdf1,6 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.