Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/152
Título: Viabilidade de uma exploração de carne no contexto da realidade Açoreana
Autor: Rodrigues, A.M.
Palavras-chave: Bovinos de carne
Açores
Pastagem
Data: 2010
Citação: Rodrigues, A.M. (2010) - Viabilidade de uma exploração de carne no contexto da realidade Açoreana. In : Jornadas Agrícolas da Praia da Vitória, 3, 9 - 11 Abril 2010, Terceira, Açores
Resumo: Com este trabalho pretendemos contribuir para o esclarecimento de agricultores e técnicos quanto à viabilidade de uma exploração de carne nos Açores, região tradicionalmente vocacionado para a produção de leite e produtos lácteos. Ao caracterizarmos a produção e o consumo de carne em Portugal, destacámos o consumo per capita crescente de carne de bovino (18,8 kg/habitante/ano 2008), o seu baixo grau de auto-aprovisionamento (54,2%) e o preço pago ao produtor, actualmente muito mais favorável do que o preço do leite (índice de preços da carne paga aos agricultores de 127,2 em 2008 quando comparado com o do leite 96,9). Relativamente aos sistemas de produção de bovinos de e para carne, destacámos as excelentes condições climáticas que os Açores têm para a produção de pastagens, com temperaturas amenas e chuva distribuída ao longo do ano. Avançou-se com algumas propostas de sistemas de produção de novilhos F1 para carne em vacarias de leite em que nas piores vacas da exploração seria utilizado sémen de touros de raças exóticas como a Charolesa, a Simental e a Limousine, concentrando os nascimentos no Outono ou no Inverno e o abate dos novilhos entre os 12 - 13 meses (310 – 320 kg) e os 16 – 18 meses (450 – 470 kg). Também foi enfatizada a produção em explorações vocacionada para a produção de carne (em menor número nos Açores), destacando as características que deve ter a vaca mãe e avançando com propostas de maneio para sistemas de produção de novilhos com peso vivo ao abate de 450 a 600 kg (abate aos 18 – 20 meses para nascimentos de Inverno e abate aos 24 – 26 meses para nascimentos de Verão). Reforçou-se a importância crescente da qualidade nutricional dos produtos animais para o consumidor, destacando-se a maior quantidade de PUFA e CLA nas carnes de ruminantes produzidos em pastagens de gramíneas e leguminosas. Finalmente, demonstrou-se que, de um modo geral, a composição química das pastagens dos Açores permite satisfazer as necessidades energéticas e proteicas dos novilhos sem ultrapassar a sua capacidade de ingestão de matéria seca. Em determinadas épocas do ano, poderá ser necessário um pequeno suplemento de cereal (1 a 2 kg de cevada e/ou milho).
Descrição: O autor particpou neste evento na categoria de palestrante convidado.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/152
Aparece nas colecções:ESACB - Comunicações em encontros científicos e técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Jornadas_Praia da Vitória_final.pdf1,3 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.