Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/1580
Título: Avaliação da capacidade de realização de AVD'S (básicas) em pessoas idosas na comunidade e institucionalizadas
Autor: Pinheira, Vítor
Santos, Sofia
Palavras-chave: Índice de Katz
Atividades básicas da vida diária
Pessoa idosa
Institucionalização
Data: Dez-2012
Citação: PINNHEIRA, Vitor; SANTOS, Sofia (2012) - Avaliação da capacidade de realização de AVD'S (básicas) em pessoas idosas na comunidade e institucionalizadas. In Congresso Internacional de Gerontologia e Geriatria, 3, Lisboa, 6-9 de dezembro. Poster
Resumo: Introdução: O envelhecimento da população, a alteração da configuração da clássica pirâmide demográfica e as alterações das estruturas familiares colocam novos problemas às sociedades contemporâneas e à solidariedade intergeracional. Monitorizar a evolução da capacidade de realização de AVD’S após a institucionalização é uma necessidade para a reflexão sobre o papel das organizações de apoio à pessoa idosa (Millán-Calenti, 2010; Formiga, 2010). Objetivo O objetivo do estudo é avaliar as perdas na capacidade de realização de Atividades básicas da Vida Diária (AbVD’s) numa população idosa, ao longo de um período de um ano. Metodologia Estudo longitudinal com 57 indivíduos com 80,2 ± 7,9 anos, residente em instituições habitacionais para a 3ª Idade (n=27; 47,4%) e na própria comunidade (n=30; 52,6%), nas regiões de Castelo Branco e Viseu. Resultados de uma fase de avaliação preliminar de 6 meses. Amostra de conveniência avaliada pelo Índice de Katz aplicado em 3 momentos diferentes (1º, 4º e 7º mês do estudo). Análise estatística com testes de Wilcoxon e Mann-Whitney, e ainda com o teste t de Student, para comparação de médias. Resultados A amostra apresenta uma média cerca de 7 pontos (7,1 ± 1,4) no Índice de Katz, em t0; 7,4 ± 1,9 em t1 e 8,2 ± 2,3 em t2. No Grupo 1 (indivíduos institucionalizados), as pontuações são mais elevadas, com 7,4 ± 1,6 em t0; 8,5 ± 2,1 no segundo momento de avaliação e 9,3 ± 2,6 no último. O Grupo 2 apresenta uma pontuação média de cerca de 7 pontos nos 3 momentos de avaliação. Na comparação das médias destas pontuações, o Grupo 1, apresenta uma diferença total de -1,8 ± 1,9 ao longo do estudo, enquanto o Grupo 2, sofreu uma progressão total de meio ponto (-0,5 ± 0,9). Conclusão Ambos os Grupos revelaram perdas na capacidade de realização de AbVD’s, com significado estatístico, ao longo do tempo. Estas perdas, com significado estatístico, são mais acentuadas no Grupo dos indivíduos institucionalizados.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/1580
Aparece nas colecções:ESALD - Posters em encontros científicos/técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Aval capac realiz AVDs básicas - Lx 12-2012 - pdf.pdf1,37 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.