Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/1958
Título: Caracterização da distribuição e análise espacial dos focos de tuberculose em bovinos e ungulados selvagens na Beira Interior Sul
Autor: Ribeiro, Luís Miguel Caiola
Orientador: Martins, Manuel Vicente de Freitas
Fernandez, Paulo Alexandre Justo
Palavras-chave: Análise espacial
Beira Interior Sul
Epidemiologia
Estatística espacial
Sistemas de Informação Geográfica
Tuberculose bovina
Beira Interior Sul
Bovine tuberculosis
Epidemiology
Geographic Information System
Spatial analysis
Spatial statistics
Data de Defesa: 2013
Resumo: Os Sistemas de Informação Geográfica (SIG) são hoje considerados uma ferramenta essencial e valiosa para efetuar a modelação geográfica na área da epidemiologia. A modelação geográfica permite um conhecimento mais aprofundado sobre as dinâmicas espaciais e temporais das doenças, e pode ser utlizada para sugerir e apoiar novas hipóteses epidemiológicas. A transmissão de agentes de doenças infeciosas está intimamente ligada aos conceitos de proximidade espacial e espácio-temporal, de tal modo que terá maior probabilidade de ocorrência quanto maior for a partilha destes, pelos indivíduos em risco. A Tuberculose Bovina (TB) é uma importante doença animal com elevado impacto económico. O agente etiológico desta doença é a bactéria Mycobacterium bovis, que para além de afetar outros mamíferos, tais como as espécies em estudo: Bovinos (Bos taurus), Veados (Cervus elaphus) e Javalis (Sus scrofa), podem transmitir o agente da tuberculose ao Homem, sendo por isso uma zoonose. O objetivo primário deste trabalho foi entender e relacionar o modo como o agente da tuberculose animal se distribui espacialmente na área da Beira Interior Sul, tendo sido analisados e descritos os padrões espaciais de distribuição da Tuberculose Bovina recorrendo a técnicas de estatística espacial como: a Média do Vizinho Mais Próximo, Índice de Moran Global, Índice de Moran Local (LISA), Elipse de Desvio Padrão (EDP) e Estatística de Getis-Ord Gi* (Hot Spots). No período estudado (2001-2010), os resultados revelaram, uma prevalência animal média de 0,42% na Beira Interior Sul para os bovinos, e uma prevalência média em explorações de 2,37%. A análise estatística espacial destaca as freguesias fronteiriças a Sul/Sudeste da área em estudo: Malpica do Tejo, Monforte da Beira, Ladoeiro, Rosmaninhal, Segura e Zebreira, como sendo aquelas onde se verificaram as correlações mais altas e onde o agrupamento é mais intenso, isto é, onde os processos de associação espacial se desenrolam mais ativamente. Será nestas freguesias, portanto, que se deverão desenvolver ações mais concretas na análise e busca de fontes de infeção e fatores de risco, bem como na implementação de medidas e estratégias que levem a autoridade sanitária a reduzir o impacto da doença, ou até erradicá-la.
Abstract The Geographic Information Systems (GIS) are now considered an essential and valuable tool to release geographic modulation in epidemiology. Modulation allows a more thorough knowledge of the spatial and temporal dynamics of diseases, and it can be used for suggesting and supporting new epidemiological hypotheses. Bovine Tuberculosis (BT) is an animal disease with high economic impact. The etiologic agent of this disease is the bacteria Mycobacterium bovis, which not only affects cattle but also causes tuberculosis in other mammalian species, such as these in study: Cattle (Bos taurus), Red Deer (Cervus elaphus) and Wild Boars (Sus scrofa). It can be included in the category of zoonotic diseases, since it also affects humans. The primary objective of this work is to understand and correlate how the BT agent is spread in Beira Interior Sul (BIS). GIS technologies were used to analyze and describe the spatial patterns of distribution of Bovine Tuberculosis in parishes of BIS, applying spatial statistics techniques such as: Average Nearest Neighbor, Global Moran’s I, Local Moran’s I (LISA), Standard Deviation Ellipse (Directional Deviation) and Getis-Ord Gi* Statistics (Hot Spots). The results obtained during the study period (2001-2010), revealed an average of 0.42% prevalence of BT in cattle and an average prevalence of 2.37% on farms. The spatial statistics analysis shows that border parishes in South/Southeast of BIS: Malpica do Tejo, Monforte da Beira, Ladoeiro, Rosmaninhal, Segura e Zebreira, are those where higher correlations occurred, and where clusters are more intense, i.e., where spatial association processes occur more actively. This is the reason why we need to develop some measures that analyze and search for infection sources and risk factors of the disease in these parishes. It is also essential to find strategies that the sanitary authorities can implement in order to reduce the impact of BT, or even eradicate it.
Descrição: Dissertação apresentada à escola Superior Agrária de Castelo Branco para obtenção do Grau de Mestre em Sistemas de Informação Geográfica - Recursos Florestais e Ambientais.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/1958
Designação: Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica - Recursos Florestais e Ambientais Recursos Florestais e Ambientais
Aparece nas colecções:ESACB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TM_L_CAIOLA.pdf21,49 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.