Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2011
Título: Padrão de recrutamento muscular e rácios de força isocinética do complexo articular do ombro, em indivíduos com hemiparésia pós-AVC
Autor: Pires, Diogo
Rodrigues, Abel
Palavras-chave: Hemiparésia
Ombro
Função neuro-muscular
Data: Jan-2013
Editora: Sociedade Portuguesa de Neurologia
Citação: PIRES, Diogo; RODRIGUES, Abel (2013) - Padrão de recrutamento muscular e rácios de força isocinética do complexo articular do ombro, em indivíduos com hemiparésia pós-AVC. In Congresso Português do AVC, 7, Porto, 31 de janeiro e 1-2 de fevereiro. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Neurologia. Poster
Resumo: A hemiparésia é a consequência mais comum e a principal causa de incapacidade funcional resultante do Acidente Vascular Cerebral (AVC). Alguns estudos concluíram que a actividade muscular antecipatória responsável pela estabilidade proximal antes de um movimento, está diminuída em indivíduos com hemiparésia pós-AVC. Outra das alterações presentes neste tipo de população é o desequilíbrio agonista/antagonista e a incapacidade de produção de força. Estas alterações estão associadas a padrões de movimento errados e a uma cinemática articular potencialmente lesiva. Em indivíduos com hemiparésia, os mecanismos de recrutamento e equilíbrio muscular do ombro ainda não estão suficientemente estudados. Os objectivos deste estudo foram investigar o padrão de recrutamento e o tempo de latência relativo dos músculos estabilizadores da omoplata (Trapézio Superior, Trapézio Médio, Trapézio Inferior) durante a abdução dinâmica do ombro, assim como analisar desequilíbrios musculares entre os rotadores externos e internos do ombro em indivíduos com hemiparésia pós-AVC, comparativamente com um grupo controlo de indivíduos saudáveis. Materiais e Métodos: Foram avaliados 7 sujeitos (54,4 ±15,4 anos) com hemiparésia pós-AVC que constituíram o grupo experimental e 10 sujeitos saudáveis (52,9 ±7,3 anos), que constituíram o grupo controlo. O padrão de recrutamento muscular e tempo de latência relativo dos músculos deltóide médio (DM), trapézio superior (TS), trapézio médio (TM) e trapézio inferior (TI) foram avaliados com recurso a electromiografia de superfície durante o movimento de abdução do ombro no plano escapular. A dinamometria isocinética (Biodex System 3) foi utilizada para mensurar a performance muscular dos rotadores externos e rotadores internos do ombro e calcular o rácio entre estes grupos musculares (RE:RI). Resultados: Foram detectadas diferenças significativas entre os grupos relativamente ao tempo de latência relativo dos músculos trapézio superior (p=0,008) e trapézio inferior (p=0,011) que comprovam um atraso no tempo de activação dos mesmos. Em relação ao rácio RE:RI não foram encontradas diferenças significativas entre grupos (p=0,079). Conclusão: Os resultados deste estudo indicam que no grupo experimental ocorreu atraso na activação muscular dos estabilizadores da omoplata durante a abdução do ombro. Em relação ao equilíbrio muscular traduzido pelo rácio RE:RI, foi detectado uma diminuição destes valores no grupo experimental que, apesar das diferenças não serem significativas, apontam para o desequilíbrio de forças entre os grupos musculares avaliados. Estas informações deverão ser tidas em conta durante o processo de avaliação e tratamento deste tipo de sujeitos, de modo a prevenir e minimizar os efeitos destas alterações na estabilidade do complexo articular do ombro.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2011
Aparece nas colecções:ESALD - Posters em encontros científicos/técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Estudo Ombro - Recrutamento muscular e rácios força isocinética.pdf1,25 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.