Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2016
Título: Vulnerabilidade do sistema aquífero na captação da Fadagosa de Nisa (Alentejo, Portugal): aplicação do indíce drastic aquifer
Outros títulos: Aquifer system's vulnerability for Fadagosa-Nisas's catchment (Alentejo, Portugal) using drastic index
Autor: Pais, M.F.A Mota
Antunes, I.M.H.R.
Albuquerque, M.T.D.
Palavras-chave: Aquifer system
Vulnerability
Drastic index
Thermal Nisa area
Data: Mai-2012
Citação: PAIS, M.F.A. M.; ANTUNES, I.M.H.R.; ALBUQUERQUE, M.T.D. (2012) - Vulnerabilidade do sistema aquífero na captação da Fadagosa de Nisa (Alentejo, Portugal): aplicação do Índice Drastic. In: : LOPES, F. C. [et al.] (Coords) - Para Conhecer a Terra: memórias e notícias de Geociências no espaço lusófono. [Coimbra] Impressa da Universidade de Coimbra. 8 p. Cap. 6
Resumo: As termas da Fadagosa de Nisa, localizadas no nordeste Alentejano, possuem uma relevante importância na economia desta região. Estão inseridas numa região hidrogeológica de fraca aptidão aquífera, onde predominam granitos fracturados, com fendas preenchidas por material argiloso. A circulação da água é característica de meios fissurados, sendo abastecidas por um único furo, com uma produtividade de 2 l/s. Estão localizadas numa região em que predomina a agricultura, o que lhe confere uma vulnerabilidade para a contaminação. A avaliação da vulnerabilidade de águas subterrâneas é fundamental nos processos de tomada de decisão, visando o ordenamento do território e preservação dos recursos da região. O objectivo deste trabalho consiste na avaliação espacial da vulnerabilidade da água subterrânea na envolvência da captação da Fadagosa de Nisa. Para tal foi utilizado o índice de vulnerabilidade Drastic, recorrendo-se ao software ArcGIS para o tratamento da informação e elaboração de cartografia de vulnerabilidade. Os valores obtidos na aplicação do índice Drastic sugerem uma vulnerabilidade baixa a elevada (V = 67-153). Contudo, a maioria da área apresenta vulnerabilidade baixa (V = 67-119), enquanto as áreas de vulnerabilidade moderada (V = 119-149) correspondem a manchas de pequenas dimensões, dispersas pela zona de estudo. A zona envolvente da captação da Fadagosa de Nisa apresenta vulnerabilidade baixa, pois ocorre em formações graníticas com um denso sistema de falhas associado e a profundidade do nível freático (65 m), possivelmente dificultam a infiltração de potenciais elementos poluentes. The thermal catchment of Fadagosa-Nisa is located at Alentejo and have a relevant importance in the economy of this region. Geologically it is predominantly composed of fractured granites, with fractures often filled with clay materials. The occurrence and movement of groundwater is mainly controlled by these fractures and other discontinuities. The study catchment is characterized by low immediate yields (2 l/s) and located in a regionwhere agriculture is the main economic activity. Agriculture is the main economic activity and a potential contamination risk. Groundwater vulnerability assessment is crucial in decision-making processes, aiming resource conservation planning. The core objective of this study is to assess the spatial vulnerability related to the groundwater catchment of Fadagosa Nisa thermal area. The vulnerability was estimated using Drastic index and computed using appropriate ArcGIS software’s tools for information processing and preparation of vulnerability maps. The Drastic index indicates a low to high (V = 67-153) vulnerability. However, most of the area presents a low vulnerability (V = 67-119). Moderate vulnerability (V = 119-149) correspond to small areas dispersed across the study area. The Fadagosa-Nisa thermal area occurring in granitic formations with a dense system of faults, associated with the water deep (65 m), has a low vulnerability to the potential contaminants infiltration.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2016
Aparece nas colecções:ESTCB - Livros ou capítulos de livros

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Mota Pais et al_2012.pdf428,64 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.