Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2081
Título: Estimativa do risco de traça-verde Palpita vitrealis (Rossi) amplificada por contaminante?
Autor: Mateus, Helena
Pereira, Cândido
Cardoso, Miguel
Manteigas, Ana
Sequeira, Manuel
Figueiredo, Elisabete
Luz, J.P.
Mexia, António
Palavras-chave: Feromona sexual
Monitorização
Data: 2012
Editora: Sociedade de Ciências Agrárias de Portugal
Citação: Mateus, Helena; Pereira, Cândido; Cardoso, Miguel; Manteigas, Ana; Sequeira, Manuel; Figueiredo, Elisabete; Luz, J.P.; Mexia, António. Estimativa do risco de traça-verde Palpita vitrealis (Rossi) amplificada por contaminante?, Revista de Ciências Agrárias, 35, 2, 221-226, 2012.
Resumo: A monitorização da população de traça-verde foi efectuada, em olivais da Cova da Beira, em armadilhas com três formulações comerciais de feromona sexual: Russell (em armadilha funil tricolor) e SEDQ e Suterra (ambas em armadilha delta). As contagens, semanais, decorreram: nas armadilhas iscadas com feromona SEDQ, entre Março e Novembro de 2010; nas armadilhas com feromona Russell e Suterra, de Setembro a Novembro. As capturas variaram de 0 a 4 indivíduos/armadilha/semana. Nas armadilhas com SEDQ surgiram indivíduos de um lepidóptero, contaminante, ainda não identificado, mais pequeno, acastanhado e em número mais elevado do que o da traça-verde. Comparando as curvas de voo obtidas com as das Estações de Avisos de Castelo Branco, do Ribatejo e do Baixo Alentejo, regiões onde esta praga tem sido monitorizada com a metodologia seguida neste estudo, verifica-se a ocorrência de enorme disparidade no número de indivíduos capturados, o que levanta a hipótese da contaminação detectada poder também ocorrer em algumas destas regiões.
Abstract: Jasmine moth population was monitored in olive groves in Cova da Beira, using traps baited with three commercial formulations of pheromone: Russell (in tricoloured funnel traps), SEDQ and Suterra (both in delta traps). Counts were carried out weekly from March to November 2010 for SEDQ’s pheromone and from September to November for Russell’s and Suterra´s pheromones. The scouts ranged among 0 and 4 insects/trap/week. A contaminant Lepidoptera species, not yet identified, was captured in the SEDQ traps. They were smaller, brownish and they were captured largely than the jasmine moth. Comparing these flight curves to the ones obtained from Castelo Branco, Ribatejo and Alentejo Stations (official Advisory Services), regions where this pest was monitored using the same methodology, a great disparity in the number of individuals captured was observed, which raises the possibility of the contamination found here may also occur in some of these regions.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2081
ISSN: 0871-018X
Aparece nas colecções:ESACB - Artigos em revistas com arbitragem científica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Estimativa do risco de traça-verde palpita vitrealis amplificada por contaminante.pdf1,37 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.