Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2091
Título: Aprender matemática e ciências em espaços não formais no 1.º ciclo do ensino básico : das plantas aos remédios de Amato Lusitano
Autor: Marques, Andreia Cristina Duarte
Orientador: Jorge, Fátima Regina Duarte Gouveia Fernandes
Paixão, Maria de Fátima Carmona Simões da
Palavras-chave: Educação básica
Educação em matemática
Educação em ciências
Espaços de educação não formal
Geometria e medida
Horto de Amato Lusitano
Basic education
Education in mathematics
Education in science
Spaces of nonformal education
Geometry and measurement
Horto de Amato Lusitano
Data de Defesa: 28-Nov-2013
Resumo: Este Relatório apresenta o resultado da ação desenvolvida nas unidades curriculares de Prática Supervisionada (em Educação Pré- Escolar e Ensino do 1º CEB), no âmbito do Mestrado em Educação Pré-Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico. Integra ainda o desenvolvimento de uma investigação, surgida da necessidade de se saber mais acerca das aprendizagens em espaços de educação não formal, adquiridas através de atividades realizadas nesses espaços e da sua articulação com as aprendizagens em espaços de educação formal. O estudo foi concretizado no ano letivo 2012/2013 numa turma de 2º ano de escolaridade, constituída por 24 alunos, de um Agrupamento de Escolas da cidade de Castelo Branco, na qual desenvolvemos a nossa prática supervisionada. A problemática da investigação centrou-se na interação entre as aprendizagens realizadas em espaços de educação não formal e as realizadas nos espaços formais. Desta, emergiu a seguinte questão norteadora do estudo: as atividades prático/ experimentais realizadas no Horto de Amato Lusitano contribuem para aprendizagens de índole curricular, designadamente em Matemática e Estudo do Meio, e estimulam o gosto por estas áreas disciplinares? Partindo desta questão, os objetivos formulados foram: 1) Construir e avaliar recursos didáticos que realcem as atividades práticas no Horto de Amato Lusitano, como experiências de aprendizagem em Matemática e Estudo do Meio; 2) Compreender se os espaços não formais contribuem para aprendizagens concetuais significativas, incluindo o desenvolvimento de competências pessoais e sociais das crianças; 3) Compreender se as atividades experimentais realizadas no Horto de Amato Lusitano, contribuem para a integração das áreas de Matemática e Estudo do Meio. Relativamente ao tipo de investigação, optámos por uma metodologia de investigação-ação, de natureza qualitativa. Como técnicas de recolha de dados utilizámos as notas de campo, a observação participante, a entrevista semiestruturada, o questionário, os registos dos alunos e os registos fotográficos. Como técnica para análise dos dados utilizámos a análise de conteúdo com base na definição de categorias de análise. A triangulação metodológica permitiu aumentar a validade dos resultados. Os resultados deste estudo permitem concluir que as atividades realizadas no Horto de Amato Lusitano contribuíram para aprendizagens de índole curricular, designadamente em Matemática e Estudo do Meio, no 2º ano do 1º Ciclo do Ensino Básico, e estimularam o gosto por estas áreas disciplinares. Emerge ainda deste estudo que há uma maior motivação, interesse e empenho, por parte dos alunos (neste caso do 2º ano do 1º CEB), na concretização das atividades em espaços de educação não formal, o que lhes permite obter aprendizagens mais significativas, que ficam ainda mais coesas e coerentes com o complemento das aprendizagens em espaços de educação formal.
This report presents the results of the action developed in the course units Supervised practice (in Pre-School and Education 1st CEB), under the Masters in Preschool Education and Teaching 1st Cycle of Basic Education. It also includes the development of a research, arising from the need to know more about the opportunities for learning in non-formal education acquired through activities in these spaces and their articulation with the learning spaces for formal education. The study was implemented in the academic year 2012/2013 in class 2 of the Secondary school, consisting for 24 students, a group of schools in the city of Castelo Branco, in which we develop our supervised practice. The issue of research has focused on the interaction between the spaces of learning in non-formal education and performed in the formal. Thus emerged the following guiding question of the study: practical activities / experiments carried out in the Horto de Amato Lusitano contribute to curricular learning in nature, particularly in Mathematics and Environmental Studies and stimulate the taste for these subjects areas? On this question, the objectives formulated were: 1) Build and evaluate educational resources that enhance the practical activities in the Horto de Amato Lusitano, as learning experiences in Mathematics and Environmental Studies; 2) Understand if the spaces contribute to non-formal learning Conceptual significant, including the development of personal and social skills of children; 3) Understand if the experimental activities carried out in the Horto de Amato Lusitano, contribute to the integration of the areas of Mathematics and Environmental Studies. Regarding the type of research we opted for a methodology of action research, of nature qualitative. As techniques of data collection we used field notes, participant observation, semistructured interview, questionnaire, records of students and photographic records. As a technique for data analysis we used the content analysis based on the definition of categories of analysis. The methodological triangulation allowed increasing the validity of the results. The results of this study allow us to conclude that activities in the Horto de Amato Lusitano contributed to curricular learning in nature, particularly in Mathematics and Environmental Studies, the 2nd year of the 1st Cycle of Basic Education, and stimulated the taste for these subjects areas. Emerges even from this study that there is a greater motivation, interest, commitment, and by the students (in this case the 2nd year of 1st CEB), the implementation of activities in spaces of non-formal education, which allows them to get more meaningful learning, that are more cohesive and coherent with the addition of learning spaces for formal education.
Descrição: Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Educação Pré- Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2091
Designação: Mestrado em Educação Pré- Escolar e Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico
Aparece nas colecções:ESECB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relatório de Estágio (3)ccapa.pdf4,14 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.