Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2105
Título: Habitação quinhentista: design de interiores inserido na recuperação de espaços antigos
Autor: Oliveira, Sérgio Alves de
Orientador: Antunes, Nelson Barata
Melo, Jorge
Palavras-chave: Adaptação
Manutenção
Reconstrução
Conservação
Restauro
Data de Defesa: 2013
Resumo: Este relatório é o culminar de todo o trabalho efetuado no estágio curricular, consumado no Gabinete de Reabilitação do Centro Histórico de Castelo Branco (Gabinete), no âmbito do Mestrado em Design de Interiores, lecionado na Escola Superior de Artes Aplicadas. A opção deste estágio deve-se ao facto de cada vez mais o design intervir em áreas destintas e ser de interesse para trabalhar, nomeadamente na reabilitação e conservação de áreas com dimensões e ângulos invulgares, criando espaços funcionais com equipamento específico desenhado para cada caso. Inicialmente passou por se fazer um estudo de regulamentos da zona histórica, cartas, legislações, termos técnicos entre outros aspetos. Foi apresentado todo o perímetro da zona histórica para que houvesse uma noção exata do espaço que o Gabinete entrevia. De seguida fez-se o conhecimento das ruas mais importantes da zona histórica, que permitiu a visualização de um modo de construir, modos de habitar, tipologias e espaços envolventes. Foi apresentado o projeto principal a desenvolver, a intervenção no âmbito da reabilitação do edifício habitacional devoluto que apresenta um grau elevado de degradação situado na rua do Arressário nº 34 e na Travessa da rua Nova nº 7/9. Trata-se de uma habitação unifamiliar com elementos característicos que a datam para o século XVI. Esta apresenta-se distribuída por dois pisos com entradas distintas (acesso por duas ruas), no entanto possui acesso interior entre eles, bem como uma área exterior. Este projeto destinado para um casal jovem com mobilidade reduzida, desenvolveu-se por variadas fases: reconhecimento do espaço e levantamento fotográfico, medições e triangulações, análise do espaço tendo em conta o que poderia ser demolido ou não, pesquisa, desenvolvimento de soluções, desenhos técnicos e pormenorização, projeto tridimensional, criação de equipamento a aplicar, orçamento e folder. O projeto final é constituído por dois pisos e por um logradouro. No piso 0 existe uma sala para receber família e amigos, uma casa de banho de serviço e um escritório. No piso 1, zona privada, existe o quarto de casal com casa de banho privativa, um hall que poderá ser transformado num quarto sempre que se pretenda e a cozinha que dá acesso ao logradouro. O conceito deste projeto é: Origens e o tema é: tabique A par com este projeto principal, desenvolveram-se outros trabalhos, nomeadamente: As medições da muralha junto ao Cije; o panfleto quinhentista, onde consta a informação de todos os pontos e aspetos turísticos que o turista pode encontrar se quiser visitar a zona histórica da cidade de Castelo Branco e as medições feitas no Jardim do Paço.
Descrição: Relatório de Estágio apresentado à Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco do Instituto Politécnico de Castelo Branco e Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Design de Interiores.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2105
Designação: Mestrado em Design de Interiores
Aparece nas colecções:ESART - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RELATÓRIO MESTRADO.pdf12,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.