Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2226
Título: Análise diacrónica da ocupação do solo e avaliação da aptidão para a ocupação florestal na freguesia de Sarnadas de S. Simão
Autor: Caldeira, Filipa Alexandra dos Santos
Orientador: Alegria, Cristina Maria Martins
Quinta-Nova, Luís Cláudio de Brito Brandão Guerreiro
Palavras-chave: Cartas de aptidão florestal
Ocupação do solo
Métricas da paisagem
Sistemas de informação
Data de Defesa: 2014
Resumo: O território, em especial o que está sobre influência da ação antrópica é dinâmico. Neste trabalho pretendeu-se analisar a alteração da ocupação do solo entre 1990 e 2007 na freguesia de Sarnadas de S. Simão, produzir para as principais espécies indicadas no Plano Regional de Ordenamento da região em que se inclui a área de estudo (i.e. pinheiro bravo, eucalipto, sobreiro e carvalho negral) os mapas de aptidão (referência e superior) e finalmente comparar a distribuição potencial destas espécies com a observada em 1990 e 2007. Para analisar a alteração da ocupação do solo recorreu-se à cartografia de Ocupação de Solo de 1990 e 2007, procedendo-se à sua rasterização e posterior aplicação da função Combine no ArcGis. Complementou-se ainda esta análise diacrónica, com a realização do cálculo de diversas métricas da paisagem. Para avaliar a aptidão da área em estudo, para cada uma das espécies florestais referidas, foram consideradas as respetivas zonas ecológicas e condicionantes do solo, as quais foram depois cruzadas com o declive e com a exposição solar gerando-se os mapas de aptidão (referência e superior). Concluiu-se que, relativamente à evolução da ocupação do solo, verificou-se a perda de território artificializado, de áreas agrícolas e agroflorestais por oposição com o ganho em território de florestas, meios naturais e seminaturais e reservatórios de barragens. A classe de florestas, meios naturais e seminaturais foi onde ocorreram a maioria das mudanças observadas nesse período, com especial incidência para a perda de florestas de pinheiro bravo e o ganho em florestas abertas de pinheiro bravo devido à incidência do grande incêndio de 2003. Do ponto de vista paisagístico, tendo por base as métricas calculadas, pode-se dizer que o número de manchas aumentou, o que causou uma diminuição do tamanho das manchas e do seu coeficiente de variação; a densidade de fronteira das manchas também aumentou, pois as suas áreas são mais pequenas e a média da fronteira da mancha diminuiu uma vez que houve um aumento do número de manchas; o rácio médio de perímetro-área aumentou, pois o aumento da densidade da fronteira foi superior ao número de manchas; e o índice médio de forma diminuiu, apesar de haver uma maior divisão (aumento da fronteira) as fronteiras são mais simples a nível de forma. Finalmente, o valor do índice de diversidade de Shannon aumentou devido a um incremento do número de classes. Com base na aplicação de uma metodologia da avaliação da aptidão para a ocupação florestal verificouse que a freguesia tem uma forte aptidão para o pinheiro bravo, eucalipto, sobreiro e carvalho negral que pode chegar aos 83% da área total sendo por isso possível diversificar mais a paisagem. Concluiuse que é o pinheiro bravo que tem maior área potencial, estando mais em consonância com a distribuição da espécie em 1990. É de salientar que existem áreas com aptidão para as várias espécies florestais em simultâneo, sendo possível reconverter algumas áreas para povoamentos mistos de pinheiro bravo com sobreiro ou com carvalho negral como sugerido no Plano Diretor Municipal.
Descrição: Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Sistemas de Informação Geográfica em Recursos Agro-Florestais e Ambientais.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2226
Designação: Mestrado em Sistemas de Informação Geográfica
Aparece nas colecções:ESACB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MESTRADO_FILIPA_CALDEIRA.pdf4,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.