Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2288
Título: Mudança da ocupação do solo e métricas da paisagem - uma análise de 17 anos para uma freguesia do Pinhal Interior Sul
Autor: Caldeira, F.
Alegria, C.M.M.
Quinta-Nova, L.C.
Palavras-chave: Ocupação do solo
Métricas da paisagem
Cartografia de áreas ardidas
Sistemas de Informação Geográfica
Data: 2013
Editora: CEDER-IPCB
Citação: CALDEIRA, F. ; ALEGRIA, C.M.M. ; QUINTA-NOVA, L.C. (2013) - Mudança da ocupação do solo e métricas da paisagem - uma análise de 17 anos para uma freguesia do Pinhal Interior Sul. In Jornada Potencial Técnico e Científico do IPCB, 2, Castelo Branco, 27 de Novembro – Investigação, Inovação e Desenvolvimento : livro de resumos. Castelo Branco : IPCB. CEDER. p. 14-23.
Resumo: Em Portugal Continental o uso dominante do solo é florestal (36% em 2010) no entanto, a área florestal durante o período entre 1995-2010 tem vindo a diminuir, sendo que os incêndios florestais têm tido um papel determinante. Os objetivos deste estudo foram analisar as mudanças na ocupação do solo ocorridas no período de 1990-2007 na freguesia de Sarnadas de S. Simão e calcular um conjunto de métricas da paisagem para a ocupação do solo em 1990 e em 2007 de forma a avaliar as consequências dos incêndios ao nível da paisagem. Para o efeito utilizaram-se as cartas de ocupação do solo COS’90 e COS’07 de nível 2. A legenda da COS’90 foi harmonizada com a da COS’07 e esta última foi atualizada e detalhada por fotointerpretação para o nível 5. Verificou-se que a classe “Florestas, meios naturais e seminaturais” foi onde ocorreram a maioria das mudanças, em especial com a redução da área de “Florestas de pinheiro bravo” e o aumento da área de “Florestas abertas de pinheiro bravo”. Das métricas calculadas verificou-se que o número de manchas aumentou mas o seu tamanho diminuiu, a densidade de fronteira das manchas também aumentou e o índice médio de forma diminuiu. O valor do índice de diversidade de Shannon aumentou. Por fim, confirmou-se que 81% das áreas onde se registaram alterações coincidiram com as áreas que foram ardidas. Dos resultados obtidos poder-se-á afirmar que o efeito dos incêndios pode ser encarado como uma oportunidade para promover mosaicos de espécies, como sugerido no Plano Diretor Municipal, promovendo o aumento da biodiversidade da paisagem e mitigando o perigo de incêndio.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2288
Aparece nas colecções:ESACB - Comunicações em encontros científicos e técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Potencial_Cien_4.pdf685,97 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.