Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2322
Título: Avaliação dos efeitos das alterações do uso de solo na dinâmica populacional das aves de meios agrícolas. Caso de estudo: Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva
Autor: Caldeira, T.
Fernandez, P.
Quinta-Nova, L.C.
Lima, R.
Pacheco, C.
Palavras-chave: Análise de padrões espaciais
Aves estepárias
Análise multivariada
Regadio
Data: 2014
Editora: SPEA
Citação: Caldeira, T.; P. Fernandez; L.C. Quinta-Nova; R. Lima; C. Pacheco (2014). Avaliação dos efeitos das alterações do uso de solo na dinâmica populacional das aves de meios agrícolas. Caso de estudo: Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva. SPEA (Eds). Livro de Resumos do VIII Congresso de Ornitologia da SPEA – 2.ª edição. Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, Lisboa.
Resumo: Na área de influência do Empreendimento de Fins Múltiplos de Alqueva foram verificadas alterações ao nível da paisagem agrícola resultantes da implementação de um sistema de regadio em 3 blocos de rega: Alvito-Pisão, Pisão e Monte Novo. Estas consistem essencialmente no incremento das culturas arvenses de regadio, olival intensivo e vinhas. Este estudo avaliou as consequências das modificações dos padrões de uso do solo nas aves de meios agrícolas (aves estepárias e nas comunidades de outras aves existentes), em dois períodos (2007/2008 e 2010/2011) e em duas épocas do ano, Primavera e Inverno. Para analisar os possíveis efeitos das alterações do uso do solo foi realizada uma análise espacial (ArcGIS Desktop 10.0) e cálculo de métricas da paisagem (FRAGSTATS). Identificaram-se as relações existentes entre as aves de meios agrícolas e os usos de solo utilizando-se a Análise Canónica de Correspondência. Os resultados demonstraram que, no caso concreto das aves estepárias nestes blocos de rega, estas seleccionam preferencialmente áreas extensas e pouco fragmentadas de habitat de sequeiro (culturas arvenses de sequeiro, áreas de pousio e pastagem). Foram usados Modelos Lineares Generalizados para identificar os factores que influenciam a riqueza específica total de aves e a riqueza específica de aves estepárias nos períodos em estudo e nas épocas de Inverno e Primavera. Demonstrou-se que a diversidade total de aves foi influenciada positivamente pelo incremento de água, pela densidade de orla (Inverno), e por áreas pequenas a médias de habitat de sequeiro (Primavera). Verificou-se que, no Inverno, a presença de áreas arbustivas e arbóreas e densidades de orla superiores a 10.000 m/ha influenciam negativamente as aves estepárias. Na época de Primavera, constatou-se que quanto mais extensos forem os habitats de sequeiro maior é a sua importância para a diversidade de aves estepárias. Para conservar os valores naturais da região e assegurar o seu crescimento sócio-económico, é importante a criação de um plano de gestão do território que garanta que as áreas agrícolas preenchem os requisitos ecológicos para as aves estepárias e que favorecem as comunidades de aves existentes.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2322
Aparece nas colecções:ESACB - Comunicações em encontros científicos e técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
art1_SPEA.pdf33,24 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.