Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2341
Título: Qual o melhor método de extracção de DNA de echinococcus granulosus?
Autor: Roque, Cláudio
Beato, Sílvia
Parreira, R.
Belo, João
Grácio, M. A. A.
Palavras-chave: Echinococcus granulosus
Extração de DNA
PCR
Quantificação de DNA
Comparação de métodos de extracção de DNA
Data: Fev-2011
Citação: ROQUE, Cláudio [et al.] (2011) - Qual o melhor método de extracção de DNA de echinococcus granulosus?. In Congresso Internacional de Análises Clínicas e de Saúde Pública da Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias, 1, Castelo Branco, fevereiro.
Resumo: O céstode E. granulosus, agente causal da hidatidose/equinococose, está presente em diversas espécies de animais e, acidentalmente, em humanos. Este apresenta uma grande variabilidade genética, com dez genótipos diferentes descritos (G1 – G10), onde alguns destes já são considerados novas espécies. Estes genótipos encontram-se distribuídos um pouco por todo o mundo, inclusive Portugal. O presente trabalho teve como objectivo comparar diferentes métodos de extracção de DNA para E. granulosus, para optimização das técnicas de PCR utilizadas na sua caracterização molecular. Procedeu-se à extracção de DNA de 20 amostras usando 3 kits comerciais, “High pure PCR template preparation kit”, “Easy spin kit”, “QIAamp DNA mini kit” e a extracção manual de fenol-clorofórmio (Sambrook, 1989), com algumas modificações. Posteriormente, foi efectuada a quantificação do DNA extraído, do grau de pureza e da quantidade de sais por densidade óptica (DO) a 230nm, 260nm e 280nm (GeneQuant, BIORAD). Foi também tido em conta o tempo que demora cada extracção e o seu custo. Para de facto termos a certeza que se tratava de E.granulosus, efectuou-se a amplificação do gene mitocondrial ND1, recorrendo aos primers JB11, JB12 . Os resultados obtidos provam que o melhor método para a extracção de DNA de E.granulosus é o método manual fenol-clorofórmio (modificado) e que se tratava de E.granulosus, visto que ocorreu amplificação com os primers JB11 e JB12.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2341
Aparece nas colecções:ESALD - Comunicações em encontros científicos e técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Apresentação I congresso internacional.pdf1,02 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.