Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2491
Título: Caracterização das vulnerabilidades e riscos na bacia partilhada do rio Águeda
Autor: Oliveira, Sandrina Fidalgo de
Orientador: Albuquerque, Maria Teresa Durães
Antunes, Isabel Margarida Horta Ribeiro
Palavras-chave: Bacia do rio Águeda
Águas subterrâneas
Águas superficiais
Vulnerabilidade
QUAL2KW
Águeda’s river watershed
Surface water
Underground water
Vulnerability
Qual2Kw
Data de Defesa: 2014
Resumo: Este trabalho surge no âmbito do projeto POCTEP - Águeda “Caracterización ambiental y análisis de riesgos en cuencas transfronterizas: proyecto piloto en el río Águeda”, com o objetivo de caraterizar e simular diferentes cenários de previsão da qualidade da água no rio Águeda. O trabalho aborda por um lado as águas superficiais tendo-se simulado a qualidade da água ao longo do rio e por outro as águas subterrâneas com avaliação da sua vulnerabilidade. De modo a visualizar o potencial autodepurativo das águas superficiais procedeu-se a modelação da qualidade da água no rio Águeda, tendo sido usado o modelo QUAL2Kw. A amostragem de água ocorreu durante o mês de maio de 2012 e os locais de amostragem situamse ao longo do rio Águeda e dos seus principais afluentes. As análises à água revelaram bom estado de qualidade para os parâmetros biológicos, contudo verificou-se, em alguns pontos elevada concentração de metais, segundo o estipulado no Decreto-Lei 236/98. Segundo a classificação do INAG algumas águas recolhidas foram classificadas como poluídas e extremamente poluídos. Depois do modelo calibrado foram construídos cenários de previsão, pretendendo avaliar, por um lado, a influência de descargas acidentais de poluentes, na avaliação da qualidade da água do rio e, por outro lado, a influência de valores mínimos de caudal, representado um ano extremamente seco. Os dois cenários previstos revelaram que a capacidade autodepuradora, no mês de maio, é mais afetada na presença de caudais mínimos do que por descargas acidentais tópicas, ainda que de grandes dimensões, verificando-se um grande potencial de autodepuração ao longo do rio. Relativamente às águas subterrâneas, a avaliação da vulnerabilidade permitiu a definição de áreas mais ou menos suscetíveis a contaminação por fontes antropogénicas. Essa delimitação é uma ferramenta de apoio importante para a gestão de recursos hídricos e planeamento territorial. No caso em estudo foram implementadas as metodologias DRASTIC, DRASTIC pesticida (vulnerabilidade intrínseca) e Índice de Suscetibilidade (vulnerabilidade extrínseca) de modo a obter mapas de vulnerabilidade para a bacia hidrográfica do rio Águeda. Os resultados obtidos nas duas primeiras representações: DRASTIC, DRASTIC pesticida, é semelhante relativamente à definição de áreas de vulnerabilidade, sendo percetível a existência de 3 zonas distintas na bacia em estudo: Alto Águeda, planície de Ciudad Rodrigo e as arribas do Águeda. A diferença que se observa entre os dois mapas é a variação da classificação da vulnerabilidade. Enquanto no DRASTIC a zona do alto Águeda e das arribas tem uma classificação baixa e a planície de Ciudad Rodrigo intermédio, no DRASTIC pesticida a classificação da vulnerabilidade passa para intermédia no alto Águeda e arribas e elevada na planície de Ciudad Rodrigo. No mapa relativo ao índice de suscetibilidade as classificações da vulnerabilidade diferem das obtidas no DRASTIC e DRASTIC pesticida, estando diretamente ligadas ao tipo de ocupação do solo existente. Essa classificação é de extremamente baixa a baixa no alto Águeda e nas arribas, sendo moderada a alta na planície de Cidade Rodrigo. Neste mapa a classificação elevada restringe-se principalmente a área urbana de cidade rodrigo.
Abstract: This study comes as part of POCTEP project – Águeda " Caracterización ambiental y análisis de riesgos en cuencas transfronterizas: proyecto piloto en el río Águeda", aiming to characterize and simulate different scenarios forecasting the water quality in the Águeda river. This study approaches firstly surface water study by simulating water quality along the river and also underground water with vulnerability assessment analysis. In order to observe the self-depuration potential of surface water, a model of water quality in the Águeda river was made, having been used QUAL2Kw model. The water sampling occurred during May 2012 and the sampling locations are along the Águeda River and its main tributaries. The analysis revealed good water quality for biological parameters, however, there was, in some points high metal concentration, taking into account the limit values established by Decreto-Lei 236/98. According to the classification of the National Institute of Water (INAG), some collected waters were classified from pollute to extremely pollute. After the model calibration prediction scenarios were built, intending to assess, first, the influence of accidental discharges pollutants in point source, in the evaluation of water quality of the river and on the other hand, considering the influence of minimum flow values representing an extremely dry year. The two scenarios provided revealed that self-depuration capacity, in May, is more affected in the presence of minimum flows than by topical accidental discharges, attesting a large potential for self-depuration along the river. Regarding groundwater vulnerability, assessment has enabled the definition of more or less susceptible areas to contamination by anthropogenic sources. This delimitation is an important support tool for water management and spatial planning. In this work, the study of intrinsic vulnerability was made by implementing the DRASTIC, DRASTIC pesticide and Susceptibility Index methodologies, to obtain vulnerability maps for the Águeda river watershed. The results obtained in the first two representations: DRASTIC, DRASTIC pesticide is relatively similar to the definition of areas of vulnerability, with the visible presence of three distinct areas in the watershed under study: upper Águeda, Ciudad Rodrigo’s plain and Águeda’s cliffs. The difference observed between the two maps is in the classification of vulnerability. While in DRASTIC the areas of upper Águeda and Águeda’s cliffs have a low classification and Ciudad Rodrigo’s plain an intermediate one, in DRASTIC pesticide vulnerability classes changes to intermediate in the upper Águeda and Águeda’s cliffs and high on Ciudad Rodrigo’s plain. On the susceptibility index map, the classification of vulnerability differs from DRASTIC and DRASTIC Pesticide, being directly linked to the soil occupation. This classification is extremely low and low in upper Águeda and Águeda cliffs, being moderate to high in Ciudad Rodrigo’s plain. In this map the high classification is mainly restricted to the urban area of the city of Ciudad Rodrigo.
Descrição: Dissertação apresentada à Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Infraestruturas de Construção Civil, realizada sob a orientação científica da professora adjunta Doutora Maria Teresa Durães Albuquerque e coorientação da professora adjunta Doutora Isabel Margarida Horta Ribeiro Antunes, do Instituto Politécnico de Castelo Branco.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2491
Designação: Mestrado em Infraestruturas de Construção Civil
Aparece nas colecções:ESTCB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_versão final_CCAPA_A.pdf4,72 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.