Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2607
Título: Representações sociais do idoso institucionalizado e influência na comunicação dos profissionais ajudantes de e ação direta
Autor: Almeida, Raquel Susana da Silva
Orientador: Moreira, Maria João da Silva Guardado
Palavras-chave: Idoso
Profissionais ajudantes de ação direta
Representação social
Estilos de comunicação
Elder
Professional direct action helpers
Social representation
Communication styles
Data de Defesa: 2014
Resumo: O acentuado envelhecimento da população e a institucionalização dos idosos é um fenómeno que traz novos desafios aos profissionais ajudantes de ação direta, nomeadamente na desmistificação da imagem negativa acerca do idoso. Muitas vezes, esta imagem leva a que a atenção seja desviada dos aspetos essenciais à sua qualidade de vida, dos quais a comunicação é parte integrante que, por sua vez, influenciam o comportamento de cuidar. Além da pertinência teórica, o estudo da temática em questão revela-se importante na medida em que se verifica que a investigação em Portugal não tem investido nesta área. A presente investigação tem como principal objetivo identificar as representações e os estilos comunicacionais destes cuidadores formais face aos idosos. Participaram no estudo 214 profissionais pertencentes às estruturas residenciais para idosos no concelho de Castelo Branco, integrados em 14 instituições. Este estudo é de carácter quantitativo, exploratório e transversal. O instrumento de recolha de dados incluiu questões sociodemográficas e profissionais, a Escala de Atitudes Face aos Idosos (Escala AKPI) e a Escala Estilos Comunicacionais. De uma forma geral, analisando descritivamente os resultados deste estudo, revelam que na globalidade os profissionais ajudantes de ação direta têm atitudes neutras com os idosos, isto é, nem favoráveis nem desfavoráveis e que a maioria da amostra em estudo utiliza na comunicação com os idosos o estilo assertivo. Identificou-se a necessidade de desmistificar alguns conceitos dos cuidadores formais sobre os idosos e fomentar a melhoria das atitudes destes profissionais face aos idosos. Neste âmbito, sugere-se o aumento da formação e a implementação de plano de formação vinculado a um manual de boas práticas gerontológicas.
The aging of the population and the institutionalization of the elderly is a phenomenon that brings new challenges to professional direct action helpers, particularly in demystifying the negative image about the elderly. Often, this means that attention is diverted from the essential aspects of their quality of life, of which communication is an integral part of that, in turn, influence the behaviour of caring. Besides the theoretical relevance, of the question in this study question proves to be important and it appears that the investigation in Portugal has not invested in this area. This research aims to identify the representations and communication styles of these formal caregivers face the elderly. Was collected a sample of 214 professionals within the residential facilities for the elderly in Castelo Branco, integrated in 14 institutions. This study is quantitative, exploratory and transversal. The instrument for data collection included sociodemographic and professional issues, Attitude Scale for the Elderly (AKPI Scale) and the Communicative Styles Scale. In general, descriptively analysing the results of this study show that the overall professional direct action helpers have neutral attitudes toward the elderly, that is, neither favourable nor unfavourable and the majority of the study sample used to communicate with the elderly assertive style. Identified the need to clarify some concepts of formal caregivers about seniors and foster improvement in the attitudes of these professionals facing the elderly. In this context, it is suggested that the increase in the formation and implementation of the training plan linked to a manual of good gerontological practices.
Descrição: Trabalho de Projeto apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gerontologia Social.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2607
Designação: Mestrado em Gerontologia Social
Aparece nas colecções:ESECB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Raquel_Almeida_Mestrado_Gerontologia _Social.pdf2,89 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.