Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/282
Título: Utilização de linho na alimentação de bovinos vocacionados para a produção de leite do efectivo da Escola Superior Agrária de Castelo Branco
Autor: Dias, S.D.F.
Palavras-chave: Linho extrudido
Ácido láctico
Ácidos gordos
Ómega3
Ómega6
CLA
Data: 2009
Citação: DIAS, S.D.F. (2009) - Utilização de linho na alimentação de bovinos vocacionados para a produção de leite do efectivo da Escola Superior Agrária de Castelo Branco. Castelo Branco : [s.n.]. 47 p.
Resumo: Com o objectivo de avaliar o efeito da substituição de fontes de gordura saturada por linho tradi-linR extrudido equilibrando o arraçoamento geral e verificando as maisvalias a nível da qualidade do leite produzido, realizou-se um ensaio com o efectivo de vacas leiteiras da Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco. O estudo consistiu no fornecimento aos animais de uma alimentação base (pastagem, feno de aveia, silagem de milho e alimento composto), alterando apenas a composição do alimento composto com linho (CL IT3) ou sem linho (SL) fornecido durante as ordenhas. Foram definidos dois tratamentos (A e B) com uma média de dias de lactação de 153 dias o tratamento A e de 165 dias o tratamento B. Num período de nove dias efectuaram-se recolhas de amostras de leite no primeiro e último dia efectivo do ensaio, antecedidas de um período de nove dias para habituação a cada um dos regimes alimentares. Os resultados obtidos mostram, que no leite recolhido de animais alimentados com CL IT3 ocorreu diminuição das razões LA/ALA e n-6/n-3, (2,78% ±0,42) e (2,8% ±0,43) respectivamente, em relação ao leite produzido a partir do regime alimentar com SL (5,63% ±1,31) e (5,49% ±1,26), sendo a diferença estatisticamente significativa (p< 0,05); verifica-se em todos os AGS, nomeadamente no ácido butírico (C4:0), ácido cáprico (C10:0), ácido láurico (C12:0) e no ácido palmítico (C16:0) a diminuição da quantidade destes em relação à sua quantidade numa alimentação SL, não existindo em nenhum dos casos uma diferença estatisticamente significativa (p> 0,05); os valores dos AGI aumentam em relação a uma alimentação SL, no entanto, esta diferença continua a não ser significativa (p> 0,05); verificámos que o leite produzido com CL IT3 tinha significativamente (p< 0,05) mais AGPI (31,18% ±1,84), CLA (C18:2-cis9-trans11) (0,85% ±0,06), ómega3 (n-3) (0,35% ±0,13) e do ácido alfalinolénico (ALA) (0,28% ±0,1) relativamente ao leite produzido a partir dos regimes alimentares SL (27,43% ±6,04), (0,63% ±0,17), (0,75% ±0,17) e (0,6% ±0,14), respectivamente
Descrição: Relatório de Estágio Formal de Admissão ao Colégio de Engenharia Agronómica da Ordem dos Engenheiros.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/282
Aparece nas colecções:ESACB - Relatórios técnico/científicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
REL_SANDRA_OENG.pdf598,25 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.