Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2872
Título: Imagery : correlação entre o motor imagery e as habilidades técnicas no basquetebol, em escalões de cadetes e juniores B.
Autor: Silva, Luís Miguel Correia da
Orientador: Petrica, João Manuel Patrício Duarte
Mendes, Pedro Alexandre Duarte
Palavras-chave: Imagery
Motor imagery
Habilidades motoras
Aprendizagem motora
Basquetebol
Motor skills
Motor learning
Basketball
Data de Defesa: 2015
Resumo: A presente investigação tem como principal propósito verificar se existe correlação entre o imagery e as habilidades técnicas do basquetebol, para os gestos técnicos do deslizamento defensivo, drible, passe e lançamento. Pretende também contribuir para a compreensão do conceito de imagery, podendo auxiliar em estudos futuros. A amostra foi constituída por sessenta e dois (62) indivíduos repartidos por trinta e um do sexo masculino e trinta e um do sexo feminino, com idades compreendidas entre os 14 e os 18 anos (média de 15 ± 1,2 anos), de natureza intencional, por conveniência. Foram aplicados três instrumentos, com o objetivo de quantificar a habilidade de Imagery do sujeito, na representação das modalidades cinestésica, visual interna e externa, o Movement Imagery Questionnaire – 3 (MIQ-3) proposto por Williams, Cumming, Ntoumanis, Nordin-Bates, Ramsey, e Hall (2012), para verificação das habilidades técnicas no basquetebol, a bateria de testes de habilidades técnicas no basquetebol American Alliance for Health, Physical Education, Recreation and Dance (AAHPERD), proposta por Kirkendall, Gruber e Johnson (1987) e o teste do circuito técnico, proposto por Brandão, citado por Cura (2001). Os dados obtidos foram tratados no S.P.S.S. 21.0, através da estatística descritiva, mediante a frequência de ocorrências, percentuais relativos e absolutos, média e desvio padrão. Para a análise inferencial, recorremos aos testes de correlação não-paramétrico de Spearman, ao teste de correlação paramétrica de Pearson e ao teste T pares. Os dados obtidos mostram-nos que no género feminino as atletas com maior capacidade de imagery obtiveram melhores resultados, comparativamente às atletas com menor capacidade, sendo que em todos os testes específicos de habilidades técnicas no basquetebol apresentaram diferenças estatisticamente significativas (p≤0,05) com uma correlação fraca (0,1 ≤ r < 0,5) e moderada (0,5 ≤ r < 0,8), no género masculino os sujeitos não apresentaram diferenças estaticamente significativas (p≤0,05) na correlação direta de maior capacidade de imagery com as habilidades técnicas no basquetebol, sendo que em todos os testes específicos apresentaram uma correlação fraca (0,1 ≤ r < 0,5). Os resultados do MIQ-3 indicaram que os indivíduos apresentaram diferenças estatisticamente significativas, apresentando valores mais elevados na modalidade visual interna e externa comparativamente à modalidade cinestésica (p≤0,05). Concluímos e constatámos que existe uma correlação moderada entre o imagery e as e as habilidades técnicas do basquetebol no género feminino, enquanto no sexo masculino uma correlação fraca entre o imagery e as habilidades técnicas do basquetebol (deslizamento defensivo, drible, passe, lançamento e no circuito técnico), não apresentando diferenças estaticamente significativas (p≤0,05), para os sujeitos da amostra. Apresentaram ainda diferenças estatisticamente significativas na modalidade visual interna e na modalidade visual externa, comparativamente à modalidade cinestésica na realização do MIQ-3.
This research has as its main purpose to determine the relationship between imagery and basketball technical skills, in the technical gestures of defensive slip, dribbling, passing and shooting. It also seeks to contribute to the understanding of the concept of imagery and help in future studies. The sample consisted of sixty-two (62) individuals divided into thirty-one male and thirty-one women, aged 14 to 18 years (mean 15 ± 1.2 years), of intentional nature by convenience. Were applied three instruments, in order to quantify the Imagery ability of the subject, in the representation of kinesthetic modalities, internal and external visual, the Movement Imagery Questionnaire - 3 (MIQ-3) proposed by Williams, Cumming, Ntoumanis, Nordin-Bates , Ramsey, and Hall (2012), to verify the technical skills in basketball, the battery of tests of technical skills in basketball by American Alliance for Health, Physical Education, Recreation and Dance (AAHPERD), proposed by Kirkendall, Gruber and Johnson (1987 ) and the technical testing circuit proposed by Brandão, cited in Cura (2001). The data were processed in S.P.S.S. 21.0, using descriptive statistics, by the frequency of occurrence, relative and absolute percentage, mean and standard deviation. For the inferential analysis, we used the non-parametric test of Spearman correlation, the parametric correlation test of Pearson and the pairs T-test. The data show us that female athletes with greater capacity of imagery obtained better results, compared to athletes with lower capacity, and in all specific test technical skills in basketball showed statistically significant differences (p ≤ 0.05 ) with a weak correlation (0.1 ≤ r <0.5) and moderate (0.5 ≤ r <0.8), male subjects showed no statistically significant differences (p ≤ 0.05) in direct correlation higher imagery capacity with the technical skills in basketball, which is in all the specific tests showed a weak correlation (0.1 ≤ r <0.5). The MIQ-3 results indicated that the participants had statistically significant differences, with higher values in the internal and external visual modality compared to kinesthetic modality (p = 0.05). Completed and found that there is a moderate correlation between the imagery and basketball and technical skills in women as in men a weak correlation between the imagery and the basketball technical skills (defensive slip, dribbling, passing, launch and technical circuit) with no statistically significant differences (p ≤ 0.05) to the sample subjects. Also presented statistically significant differences in the internal and external visual modality compared to kinesthetic modality in making the MIQ-3.
Descrição: Dissertação apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2872
Designação: Mestrado em Atividade Física
Aparece nas colecções:ESECB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Luis final 2015.pdf1,65 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.