Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2930
Título: Estudo da atividade antioxidante de pólen apícola
Autor: Fernandes, João Filipe Barata
Orientador: Anjos, Ofélia Maria Serralha dos
Gramza-Michalowska, Anna
Palavras-chave: Pólen apícola
ABTS
DPPH
Folin-Ciocalteu
Antioxidante
Data de Defesa: 2015
Resumo: O pólen apícola é um alimento natural com uma vasta gama de propriedades nutricionais e terapêuticas, alvo de vários estudos. O pólen apícola é rico em antioxidantes, substâncias capazes de anular os radicais livres. São numerosas as investigações desenvolvidas para averiguar a relação entre a atividade de radicais livres e o aparecimento de algumas doenças, tais como: o cancro, aterosclerose, distúrbios gastrointestinais, isquemia cerebral e cardíaca, doença de Parkinson e envelhecimento. Mesmo se as propriedades antioxidantes de certos compostos não possam ser aplicadas diretamente para tratar estas doenças, a possibilidade de estudar esses compostos pode ser um início importante para o desenvolvimento de novos fármacos. As amostras de pólen apícola foram obtidas a partir de apicultores de Castelo Branco em Portugal e separadas por cores, após o processo de secagem. As diferentes origens botânicas das amostras foram realizadas utilizando um microscópio de acordo com o método de acetólise. Cada amostra de pólen de abelha (0,10 ± 0,01 g) foi extraído individualmente com metanol, etanol e água, para avaliar a solução do extrato mais eficiente. Todas as experiências foram analisadas em quadruplicado. Neste trabalho, o teor em compostos fenólicos totais de pólen apícola foi analisada por espectrometria a 725 nm usando o reagente Folin-Ciocalteu bem como as propriedades antioxidantes por (ABTS) 2,2'-azino-bis-(3-etilbenzotiazolina-6-ácido sulfónico) e (DPPH) 2,2-difenil-1-picrilhidrazilo. As conclusões para a atividade antioxidante total, com os métodos DPPH e ABTS, revelaram que, no geral, os extratos etanólicos de pólen apícola mostram uma maior atividade de eliminação de radicais livres para todas as amostras. A grande variabilidade está relacionada com a atividade antioxidante e o teor em compostos fenólicos totais de pólen apícola. Diferentes espécies botânicas apresentam uma atividade antioxidante específica da espécie ou da mistura de espécies que a constituem, mas também são dependentes do método analítico e do solvente de extração.
Abstract: Bee pollen is a health food with a wide range of nutritional and therapeutic properties. Much research was developed to identify the relationship of active oxygen free radicals associated to various diseases such as: cancer, atherosclerosis, gastrointestinal disturbances, cerebral and cardiac ischemia, Parkinson’s and ageing. Even if antioxidant properties of certain compounds cannot be used for direct application on these situations the possibility to explore good resources of them is an important start to develop new drugs. Bee pollen samples were obtained from local beekeepers from Castelo Branco in Portugal and separated by colour, after the dried process. The different floral origin of samples was performed using a light microscope according to the acetolysis method. Each sample of bee pollen (0.10 ± 0.01 g) was individually extracted according with methanol, ethanol and water to evaluate the more efficient extract solution. All experiments were analysed in quadruplicate. In this work the total polyphenols content of bee pollen was analysed by spectrometry at 725 nm using the Folin–Ciocalteu reagent with ferulic acid as standard as well the antioxidant properties by 2,2-diphenyl-picrylhydrazyl radical scavenging capacity (DPPH) assay and Trolox equivalent antioxidant Capacity procedure (ABTS). The findings for total antioxidant activity with DPPH and ABTS methods, revealed that the ethanol extracts of pollen show a higher scavenging activity of free radicals for all samples. The great variability is related to the antioxidant activity and the content of phenolic compounds of pollen. Different botanical species have a specific antioxidant activity of the species or mixture of species, but are also dependent on the analytical method and the extraction solvent.
Descrição: Dissertação apresentada à Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Inovação e Qualidade na Produção Alimentar.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2930
Designação: Mestrado em Inovação e Qualidade na Produção Alimentar
Aparece nas colecções:ESACB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_João_25 de junho final.pdf1,52 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.