Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/2940
Título: Estudos de propagação in vitro : caracterização e valorização de carqueja (Pterospartum tridentatum (L.) Willk)
Outros títulos: In vitro propagation studies, characterization and valorisation of gorse
Autor: Coelho, Maria Teresa Pita Pegado Gonçalves Rodrigues
Orientador: Martins, Maria Margarida Gomes Moldão
Gonçalves, José Carlos Dias Duarte
Alves, Vítor Manuel Delgado
Palavras-chave: Pterospartum tridentatum
Etnobotânica
Micropropagação
Extratos aquosos
Atividade biológica
Data de Defesa: 2015
Resumo: Pretendeu-se com este trabalho desenvolver metodologias para a micropropagação e extração de compostos com propriedades bioativas de carqueja (Pterospartum tridentatum L.), silvestre e micropropagada, como forma de valorização desta espécie. A micropropagação revelou-se eficaz para propagação em larga escala, com taxas de multiplicação de 1,6 a 43,9; número de rebentos de 1,5 a 10,4 e enraizamento superior a 96,7%. O rendimento de extração aquosa variou de 10,5 a 19,4 e de 12,2 a 30,1% (m/m) para plantas silvestres e explantes micropropagados, respetivamente. Os extratos aquosos apresentaram elevados teores de fenóis totais, 203,4 a 369,2 e 104,1 a 121,3 mg eq ácido gálico g-1 m.s, e atividade antioxidante FRAP: 256 a 856 e 160 a 260 mmolFe2+100g-1 m.s; DPPH: 1433 a 1551 e 1503 a 1509 mM Trolox 100g-1 m.s para plantas silvestres e micropropagadas, respetivamente. Os extratos não revelaram atividade antifúngica, tendo no entanto evidenciado inibição de Pseudomonas aeruginosa, Bacillus subtilis e Staphylococcus aureus. A aplicação de revestimentos de quitosano bioativos com incorporação de extratos permitiu melhorar a capacidade de conservação pós colheita em cereja. Os resultados obtidos permitem propor estas metodologias para obtenção de extratos com propriedades bioativas a partir de material micropropagado, sem a exploração indiscriminada dos recursos naturais.
Abstract: The aim of this work was to develop methodologies for micropropagation and extraction of bioactive compounds from both wild gorse (Pterospartum tridentatum L.) and micropropagated gorse explants, as a means of valorisation of this species. Micropropagation was very effective on large scale propagation, having multiplication rates ranging from 1.6 to 43.9; number of shoots ranging from 1.5 to 10.4 and rooting above 96.7%. The extraction yield of aqueous extraction varied from 10.5 to 19.4 and 12.2 to 30.1% (w/w) for wild gorse and micropropagated gorse explants, respectively. Aqueous extracts showed high levels of total phenols, from 203.4 to 369.2 and 104.1 to 121.3 mg gallic acid eq g-1 ms, and FRAP antioxidant activity: 256-856 and 160-260 mmolFe2+ 100g-1 ms; DPPH: 1433-1551 and 1503-1509 mM Trolox 100g-1 ms for wild gorse and micropropagated gorse explants, respectively. Extracts showed no antifungal activity. However, these extracts showed inhibition of Bacillus subtilis, Pseudomonas aeruginosa and Staphylococcus aureus. Chitosan bioactive coatings with gorse extracts improved cherry postharvest preservation ability. The results allow topropose these methodologies to obtain extracts with bioactive properties from micropropagated material, without depleting natural resources.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/2940
Designação: Doutoramente em Engenharia Alimentar
Aparece nas colecções:ESACB - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
1_Tese_Teresa_Coelho.pdf7,91 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.