Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/3007
Título: Arte Nova e Eclectismo no palacete projectado por Ernesto Korrodi para a família Bouhon
Autor: Romãozinho, M.
Palavras-chave: Arte Nova
Art Nouveau
Design de interiores
Eclectismo
Funcionalidade
Ornamento
Interior design
Eclecticism
Functionality
Ornament
Portugal
Data: 2013
Citação: ROMÃOZINHO, M. (2013) - Arte Nova e Eclectismo no palacete projectado por Ernesto Korrodi. Anais do Museu Paulista. Vol.21, nº.2, p. 79-124.
Resumo: No início do século XX, o design de interiores resultava do trabalho desenvolvido por arquitectos, decoradores, pintores ou entalhadores. Embora então integrado no universo das artes decorativas, acreditamos que já existia como prática profissional regulada por uma rede coerente de princípios de concepção e pelo entendimento do espaço interior como teia global de relações que se estabelece entre planos, ornamento, iluminação e mobiliário. No final do século anterior, perante a necessidade de proceder a uma reforma do ensino industrial, o governo português abrira um concurso para contratação de professores estrangeiros. Evidenciamos o papel de Ernesto Korrodi (1870-1944). As suas obras decorrem de uma atitude paradoxalmente ecléctica e moderna, apoiando-se por um lado, numa reinterpretação de soluções referenciadas no período medieval ou na Renascença; por outro, em fórmulas sediadas nos movimentos Arts and Crafts, Arte Nova (Art Nouveau) ou Secessão. Nos seus projectos persistem determinadas dependências e hierarquias, mas estas se cruzam com as necessidades despertadas pelas inovações técnicas, o que faz com que se preocupe também com a resposta à eclosão de novas funções e mobiliário na casa, a par das exigências higienistas do momento. O presente artigo consiste na análise da casa da família Bouhon, localizada na cidade da Covilhã, Portugal. Se a Arte Nova marca as suas fachadas, no interior deparamo-nos com espaços mais depurados, marcados por apontamentos decorativos, incorporados na azulejaria e nos tectos estucados ou em caixotões. O ornamento contribui, deste modo, para a dignificação dos planos das paredes, lambris e tectos, assumindo um papel fundamental na composição espacial.
In the early twentieth century, Interior Design resulted from the work of architects, decorators, painters and carvers. Although then integrated into the world of decorative arts, we believe that already existed as a profession regulated by a coherent network design principles and the understanding of interior space as global web of relationships established between plans, ornament, lighting and furniture solutions. At the end of the previous century, before the need for a reform of industrial training, the Portuguese Government opened a tender for hiring of foreign teachers. We emphasize the role of Ernesto Korrodi (1870-1944). His works arise from an attitude paradoxically modern and eclectic, leaning one hand on a reinterpretation of solutions referenced in the medieval period or the Renaissance, on the other, based on formulas from Arts and Crafts movement, Art Nouveau or Secession. In his projects certain rooms and hierarchies remain, but these are intersect with the needs aroused by technical innovations, which causes an attempt to answer to the emergence of new functions and features in the house, along with the hygienists demands of the moment. This article consists in the analysis of Bouhon home, located in the city of Covilhã, Portugal. If Art Nouveau is visible in the elevations, inside we find a cleaner space, marked by decorative notes which we can find in tiles and embedded in the stucco or coffered ceilings. The ornament thus contributes to the dignity of the walls, wainscots and ceiling plans, assuming a key role in the spatial composition.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/3007
Versão do Editor: http://www.scielo.br/pdf/anaismp/v21n2/a04v21n2.pdf
Aparece nas colecções:ESART - Artigos em revistas com arbitragem científica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
a04v21n2.pdf27,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.