Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/3018
Título: Funcionalidade e qualidade de vida relacionada com a saúde em doentes com edema venoso
Autor: Almeida, Sara
Crisóstomo, Rute
Palavras-chave: Funcionalidade
Insuficiência venosa crónica
Fisioterapia
Data: 12-Jun-2015
Citação: ALMEIDA, Sara; CRISÓSTOMO, Rute (2015) - Funcionalidade e qualidade de vida relacionada com a saúde em doentes com edema venoso. In: Congresso Nacional de Fisioterapeutas, 9, Cascais, 12 a 14 de junho - Fisioterapia é Saúde. Lisboa: Associação Portuguesa de Fisioterapeutas. E-Poster
Resumo: Objetivo: Avaliar a funcionalidade e a qualidade de vida relacionada com a saúde em indivíduos com edema venoso por insuficiência venosa crónica nos membros inferiores. Relevância: Pretende-se perceber quais as consequências da insuficiência venosa crónica, de forma a melhorar a intervenção da Fisioterapia. Amostra: Participaram 50 indivíduos, 24 no Grupo Edema e 26 no Grupo Controlo. Materiais e métodos: Foi realizado um estudo transversal, comparativo e correlacional, utilizando-se apenas instrumentos válidos e fiáveis, tais como: Short Form Health Survey version 2, Chronic Venous Insufficiency Questionnaire, Venous Clinical Severity Score, teste de Tinetti, ten meter walk test e dinamómetro isocinético biodex system pro 3. Análise Estatística: A análise estatística descritiva e inferencial foi realizada através do Software Statistical Package for the Social Sciences version 20.0. Resultados: O Grupo Edema quando comparado com o Grupo Controlo apresenta piores resultados nas dimensões da função física (P=0,000), desempenho físico (P=0,000), dor física (P=0,001), saúde geral (P=0,002), vitalidade (P=0,001) e desempenho emocional (P=0,000) e, pior equilíbrio estático (P=0,000), equilíbrio dinâmico (P=0,011) e equilíbrio total (P=0,000). No Grupo Edema, a velocidade da marcha tende a aumentar com o aumento de alguns parâmetros físicos do dinamómetro isocinético. Contudo, não foram encontradas outras diferenças estatisticamente significativas (P>0,05), nem correlações, neste estudo. Conclusão: Apenas a qualidade de vida relacionada com a saúde e o equilíbrio estão diminuídos no Grupo Edema comparativamente ao Grupo Controlo. No Grupo Edema a velocidade da marcha melhora com a capacidade de os músculos flexores plantares produzirem força muscular e com a amplitude de movimento da tibiotársica. Contudo a severidade da doença parece não influenciar os parâmetros físicos e funcionais. Assim, a Fisioterapia deve incidir na prevenção ou atenuação da progressão da insuficiência venosa crónica, nomeadamente, através de programas de exercícios.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/3018
Aparece nas colecções:ESALD - Posters em encontros científicos/técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Funcionalidade e QVRS em doentes com edema venoso %5bModo de Compatibilidade%5d.pdf106,01 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.