Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/3023
Título: Intervenção da Fisioterapia na qualidade de vida de indivíduos em hemodiálise: desenvolvimento de um projeto de educação clínica
Autor: Branco, D.
Clemente, P.
Pinheira, Vítor
Palavras-chave: Fisioterapia
Hemodiálise
Funcionalidade
Qualidade de vida
Data: 12-Jun-2015
Citação: BRANCO, D. ; CLEMENTE, P. ; PINHEIRA, V. - Intervenção da Fisioterapia na qualidade de vida de indivíduos em hemodiálise: desenvolvimento de um projeto de educação clínica. In: Congresso Nacional de Fisioterapeutas, 9, Cascais, 12 a 14 de junho - Fisioterapia é Saúde. Lisboa: Associação Portuguesa de Fisioterapeutas. E-Poster
Resumo: Objetivos – Promover a funcionalidade e qualidade de vida relacionada com a saúde de indivíduos em processo de hemodiálise. Relevância – A insuficiência renal, condição crónica que origina perda de funcionalidade e restrição de participação do indivíduo, está associada ao tratamento por hemodiálise. Este, apesar dos benefícios, tem impacto negativo na capacidade física do indivíduo, reduzindo a qualidade de vida. O exercício terapêutico realizado durante a hemodiálise apresenta benefícios nos sistemas cardio-respiratório e músculo-esquelético. A intervenção da fisioterapia em unidades de hemodiálise não é habitual, pelo que se desenvolveu este projeto num ensino clínico. Amostra – 9 indivíduos que realizam hemodiálise (5 mulheres e 4 homens), com idade média de 69±3,97 anos, com dor (4,89±0,92), dispneia (0,89±0,34) e níveis elevados de ansiedade/depressão/stress (25,67±20). Material e métodos – Dois momentos de avaliação, um anterior (T0) e outro posterior à intervenção (T1), que decorreu durante cinco semanas. Foram aplicados o Índice de Barthel, Escala Numérica de Dor, Escala de Borg Modificada, Repetições Máximas, Escala de Ansiedade, Depressão e Stress, e um Questionário de conhecimentos. As sessões de exercício decorreram num período de cinco semanas, tri-semanais, nas duas primeiras horas de diálise. Análise estatística – Utilizou-se o SPSS, recorrendo ao teste não paramétrico de Wilcoxon. Intervalo de confiança de 95%. Resultados – Verificaram-se melhorias em todos os parâmetros avaliados, com significado estatístico na dor (p=0,011), no aumento das repetições máximas para os membros superiores (p=0,011) e inferiores (p=0,011) e no questionário de conhecimentos (p=0,016). Conclusão – O presente estudo permite demonstrar a mais valia que e a Fisioterapia pode representar na melhoria da funcionalidade e QVRS de indivíduos em hemodiálise, nomeadamente através da redução de dor e aumento da força muscular.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/3023
Aparece nas colecções:ESALD - Posters em encontros científicos/técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Poster-Resumo37.pdf353,59 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.