Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/311
Título: Inspecção sanitária : tipificação das rejeições totais em pequenos ruminantes
Autor: Matos, A.C.
Menezes, A.M.
Reis, M.O.P.
Domingues, H.
Figueira, L.M.
Brida, T.
Martins, M.V.
Palavras-chave: Higiene dos alimentos
Pequenos ruminantes
Inspecção sanitária
Zoonose
Data: 2010
Citação: MATOS, A.C. [et al.] (2010) - Inspecção sanitária : tipificação das rejeições totais em pequenos ruminantes. In Jornadas de Inspecção Sanitária, 3, Vila Real, 15 de Maio. Comunicação oral.
Resumo: Com base no conceito de inspecção integrada que se efectua desde a produção ao consumo e verificando a percentagem de pequenos ruminantes rejeitados no matadouro da Oviger S.A. – Alcains, surgiu a necessidade de identificar e quantificar as rejeições totais, permitindo assim ao corpo de Inspecção Sanitária redireccionar as prioridades da inspecção para áreas mais convenientes e estabelecer inter-relações com as organizações de produtores pecuários (OPP’s) onde estão integradas as explorações de origem dos animais rejeitados, inter-relações que são de extrema importância no controlo de zoonoses e na defesa da saúde pública e animal. Para a realização deste trabalho foram utilizados dados correspondentes ao abate de pequenos ruminantes, durante o período de Janeiro de 2007 a Dezembro de 2009. Foram determinados os índices de rejeição total por ano e identificaram-se as diversas alterações e patologias que motivaram a sua rejeição. Em relação ao número total de pequenos ruminantes abatidos, observou-se uma diminuição do nº total de cabeças, tendo o índice de rejeição total também diminuído de 1,32% para 0,96% em ovinos e de 0,8 para 0,72% em caprinos. A principal causa de rejeição deveu-se ao abate sanitário (Brucelose; TSE’s), que durante o período considerado representaram para os ovinos 42,27% do total das rejeições e para os caprinos 16,4%. Estas rejeições correspondem a avultados prejuízos económicos mas permitem ao consumidor uma maior segurança alimentar. Não considerando as rejeições provenientes dos abates sanitários, as principais causas de rejeição total de ovinos e caprinos foram as pneumonias (36,34%/24,24%) e hidroémia/hidrocelo/caquexia (15,77%/20,13%).
Descrição: Comunicação oral apresentada nas III Jornadas de Inspecção Sanitária, realizadas em 15 de Maio de 2010, em Vila Real, na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/311
Aparece nas colecções:ESACB - Comunicações em encontros científicos e técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
InspecçãoSanitária_TipificaçãoRejeiçõesTotais.pdf4,4 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.