Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/3166
Título: O contributo do voluntariado para a qualidade de vida das pessoas idosas institucionalizadas no concelho da Covilhã : a realidade do voluntariado nas vilas do Tortosendo e do Ferro
Autor: Neves, Joana Isabel Raposo
Orientador: Moreira, Maria João da Silva Guardado
Godinho, Paula Cristina Rosado
Palavras-chave: Envelhecimento demográfico
Voluntariado
Qualidade de vida
Idosos institucionalizados
Ageing
Volunteer work
Life quality
Elderly
Data de Defesa: 3-Dez-2015
Resumo: O envelhecimento demográfico é uma realidade, assim como outras inúmeras alterações sociais, factos que contribuem para que as pessoas idosas se sintam cada vez mais sós e isoladas. Vivemos assim, numa sociedade cada vez mais envelhecida, em que o maior objetivo deixou de ser uma maior longevidade e passou a ser a obtenção de uma melhor qualidade de vida e a sua manutenção ao longo dos anos. A qualidade de vida na terceira idade está dependente de um conjunto de fatores que possibilitam o desenvolvimento favorável das dimensões física, psíquica, intelectual, espiritual, emocional, cultural e social da vida do idoso. Este crescente sentimento de solidão por parte da população idosa, conjugado com as alterações ao nível da estrutura familiar, aumentam a necessidade de recorrer a formas de apoio alternativas, como é o caso do voluntariado. O voluntariado é cada vez mais entendido como uma prática que promove o bem-estar e contribui para a melhoria da qualidade de vida dos idosos, principalmente os que se encontram institucionalizados, pois através deste tipo de apoio recebem amor, carinho, atenção e cuidados. Neste estudo pretendemos conhecer e compreender a importância e o contributo que o voluntariado tem na qualidade de vida das pessoas idosas institucionalizadas. Serão aqui apresentados os vários casos e situações em que este tipo de apoio pode ter influência na satisfação e no bem-estar dos idosos. Participam neste estudo 58 idosos, divididos em dois grupos: um grupo de 33 idosos, que recebe apoio de voluntariado e pertence ao Centro de Convívio e Apoio à Terceira Idade - Tortosendo e um outro grupo de 25 idosos, que não recebe apoio de voluntariado e frequenta a Associação Centro Social do Sagrado Coração de Maria - Ferro. Como instrumento de recolha de dados foi utilizado um questionário, que teve como objetivo o conhecimento das opiniões da população idosa que se encontra institucionalizada, acerca da importância do voluntariado na sua qualidade de vida. Através deste estudo foi revelado que os voluntários, na área da gerontologia, prestam principalmente três tipos de apoio: apoio social e emocional/afetivo, auxílio na marcha e atividades de animação e ocupação do tempo. Os seus resultados indicam que as pessoas idosas que recebem apoio de voluntariado são de opinião de que este apoio é um bom contributo para a melhoria da sua qualidade de vida, sobretudo em duas das dimensões da qualidade de vida, a dimensão social e a dimensão emocional. Também os idosos que ainda não recebem apoio no âmbito do voluntariado na instituição que frequentam atribuem uma elevada importância a este tipo de apoio, essencialmente em questões de convívio, diálogo, auxílio e animação.
Population ageing is a new paradigm which is contributing to the solitude felling experienced by the elderly. We therefore live in an ageing society, which primary goal is not to increase lifetime, but to improve life quality throughout the years. The elderly’s life quality is mainly dependent of a complex set of factors, which ensure a correct development of the physical, intellectual, emotional, cultural and social dimensions. The solitude felling and the changes in family structure are leading elderly to rely on voluntary work. As such, voluntary work is gaining increasing attention and importance, since it is considered to promote elderly’s well-being and it improves their life quality, particularly of the ones who are in an institution, and thus are provided with emotional support. In this study, we aim at determining the importance of volunteer work in elderly’s life quality. Several cases are presented in order to determine the influence of volunteers in elderly’s well-being. In our experiments, we surveyed 58 elderly, which were divided in two groups: a group with 33 persons, which were provided with volunteer work, a group with 25 persons, which were not provided with volunteer work. Data was collected using a survey by questionnaire, which was completely defined the authors, since do not exist similar questionnaires in literature focused in determining the relation between volunteer work and elderly’s life quality. This work allowed us to conclude that volunteers are providing three types of fundamental services: social support, locomotion support and recreational activities. Additionally, the results evidence that elderly agree that volunteer work improve their life quality, particularly in the social and emotional aspects of life. On the other hand, the second group of elderly, which was not provided with volunteer work, also agrees on the importance of volunteer work.
Descrição: Trabalho de projeto apresentada à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gerontologia Social.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/3166
Designação: Mestrado em Gerontologia Social
Aparece nas colecções:ESECB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE_ESECB_Joana Raposo Neves_Versão Final.pdf1,24 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.