Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/640
Título: A opinião dos pais do meio urbano sobre a actividade física dos seus filhos.
Autor: Serrano, João
Santos, Carlos
Rosário, Sérgio
Palavras-chave: Motricidade infantil
Actividades físicas
Estudos da criança
Opinião dos pais
Data: Dez-2000
Editora: Departamento de Educação Física e Artística - ESECB
Citação: SERRANO, João ; SANTOS, Carlos ; ROSÁRIO, Sérgio (2000) - A opinião dos pais do meio urbano sobre a actividade física dos seus filhos. Revista do Departamento de Educação Física e Artística. N.º 2, p. 49-58.
Resumo: O objectivo fundamental deste trabalho é estudar a opinião dos pais relativamente à Actividade Física no dia a dia dos seus filhos, no meio urbano, tendo em conta as variáveis sexo e estatuto sócio económico. Para a realização deste estudo recolhemos informação de uma amostra constituída por pais de crianças com idade de 12 anos, residentes na cidade de Castelo Branco. A recolha dos dados foi efectuada através de um questionário aplicado aos pais. Como conclusões principais podemos referir que: - Relativamente ao estatuto sócio económico não se verificam grandes diferenças na opinião dos pais relativamente à actividade física dos seus filhos. Cabe salientar que em ambos os meios as crianças têm muitas actividades de desgaste físico baixo e há uma grande percentagem que refere não praticar actividade no clube (sendo a percentagem superior no meio sócio económico mais baixo). Quanto às razões que mais influenciam a prática de actividades físicas das crianças são os factores relacionados com a saúde e o gosto pela prática. Quem mais influencia a prática das crianças são os amigos, os professores e os pais e familiares adultos. Relativamente aos factores limitadores da prática os pais de estatuto alto apontam principalmente a falta de tempo, os de estatuto baixo a inadequação dos espaços. - Quanto ao sexo da criança, verificam-se algumas diferenças na opinião dos pais relativamente à actividade física dos seus filhos, uma vez que as crianças do sexo feminino passam mais tempo em actividade dentro de casa do que as crianças do sexo masculino. Também em relação actividade desportiva num clube e andar de bicicleta há uma maior frequência de realização por parte das crianças do sexo masculino. Quanto às razões que mais influenciam a prática de actividades físicas das crianças são os factores relacionados com a saúde e o gosto pela prática. Quem mais influencia a prática física das crianças do sexo masculino são os amigos e as do sexo feminino são os professores. Relativamente aos factores limitadores da prática, para os pais das crianças do sexo masculino é a falta de tempo enquanto que para os pais das crianças do sexo feminino é a falta de espaço.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/640
Aparece nas colecções:ESECB - Artigos em revistas sem arbitragem científica

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RDEFA_n 2_p49-58.pdf1,21 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.