Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/651
Título: Declínio organizacional e estratégias de recuperação nas pequenas e médias empresas: uma abordagem holística
Autor: Santos, Paulo Jorge Madeira dos
Palavras-chave: Declínio organizacional
Recuperação organizacional
Reorganizações
Declínio e recuperação de pequenas empresas
Data de Defesa: 2006
Citação: SANTOS, Paulo Jorge Madeira dos (2006) - Declínio organizacional e estratégias de recuperação nas pequenas e médias empresas: uma abordagem holística. Lisboa : Universidade Aberta. 384 f. Tese de Doutoramento.
Resumo: O objectivo da tese é investigar – tomando como base uma amostra de 122 Pequenas e Médias Empresas portuguesas, utilizando a metodologia estatística de modelação através de equações estruturais (Strucutural Equation Modeling – AMOS 5.01 do SPSS), analisando numa visão holística – padrões de inter relações entre diversas dimensões organizacionais e ambientais: factor humano, ambiente, recursos e capacidades organizacionais, actuação estratégica, causas do declínio e acções estratégicas de recuperação, com o intuito de melhor compreender a sua influência no nível de desempenho, percebendo as razões (contextuais) de seu declínio e (o contexto e conteúdo) da sua recuperação. Os resultados obtidos evidenciam uma associação directa, positiva e significativa, entre, a menor competência dos recursos humanos e o reduzido acesso a informação interna e externa de gestão, e os baixos níveis de desempenho. Perante a noção da existência de uma elevada competição e uma menor procura dos produtos do sector de actividade, a atitude da gestão baseada num estilo muito centralizado e com níveis moderados de complacência, relaciona-se de forma significativa com uma actuação estratégica, de crescimento moderado no actual binómio produto/mercado, com uma reduzida utilização de técnicas de rastreio do meio envolvente. Esta actuação estratégica afecta de forma contínua o desempenho, manifestado numa redução do Resultado Líquido do Exercício e na Rentabilidade do Activo. A percepção dos gestores de que a causa do declínio foi devida a um ambiente competitivo, leva-os a implementar um conjunto de acções visando a reestruturação operacional, melhorando a sua competitividade por via da redução da estrutura de custos e do número de efectivos. Tais acções são significativamente influenciadas pelo enfraquecimento da concorrência, pela capacidade negocial de melhores condições de pagamento e recebimento, e pela existência de adequados meios financeiros (fluxos de caixa positivos e financial slack resources). Esta actuação estratégica de recuperação revelou-se determinante na melhoria do desempenho, para a qual também contribuiu de uma forma significativa a actuação comercial e de marketing através da obtenção de informações sobre clientes (inquéritos e estudos de mercado) e de uma análise criteriosa (selecção) de clientes.
Descrição: Dissertação de Doutoramento em Gestão apresentada à Universidade Aberta
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/651
Aparece nas colecções:ESGIN - Teses de Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO - doutoramento - Declinio Organizacional.pdf45,88 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.