Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/6039
Título: Motivação autodeterminada, satisfação com a vida e integração social de atletas de desporto adaptado na modalidade de atletismo
Autor: Ferreira, Denise Alexandra Monteiro
Orientador: Batista, Marco Alexandre da Silva
Palavras-chave: Desporto adaptado
Motivação
Necessidades psicológicas básicas
Satisfação com a vida
Integração social
Adapted sport
Motivation
Basic psychological needs
Satisfaction with life
Social integration
Data de Defesa: 7-Fev-2018
Resumo: O Desporto como fator social numa sociedade que procura ser cada vez mais justa e igualitária configura-se num importante catalisador para a promoção da igualdade e inclusão social dos indivíduos. Na sua vertente adaptada, contribui para melhorias significativas na funcionalidade, autonomia social e na qualidade de vida de indivíduos portadores de deficiência. Nesse sentido, o presente estudo teve como principal objetivo avaliar a Motivação Autodeterminada para a prática de desporto, confrontando as Necessidades Psicológicas Básicas, a Satisfação com a Vida e os Afetos produzidos entre atletas de desporto adaptado e desporto regular na modalidade de atletismo, avaliando ainda a Integração Social de atletas portadores de deficiência através do desporto adaptado na modalidade de atletismo. Participaram no estudo 127 atletas (N=127), sendo que 100 são praticantes de atletismo regular e os restantes 27 de atletismo adaptado. No atletismo regular, 51% (N=51) são do género feminino e 49% (N=49) do género masculino, com idades compreendidas entre os 15 e os 48 anos (M= 19,38; DP= 6,70 anos). No Atletismo Adaptado, 37% (N=10) são do género feminino e 63% (N=17) do género masculino, com idades compreendidas entre os 16 e os 50 anos (M= 34,48; DP= 10,25 anos). Como instrumentos de recolha de dados foi utilizado um questionário, composto por 4 escalas que avaliam cada uma das variáveis: Behavioral Regulation in Sport Questionnaire (BRSQ), Basic Psychological Needs Exercise Scale (BPNES), Escala de Satisfação com a Vida (SWLS) e Escala de Afetos Positivos e Negativos (PANAS), e uma entrevista semiestruturada. Os resultados obtidos através da aplicação da estatística descritiva e inferencial revelaram que os atletas da modalidade de atletismo adaptado apresentaram valores médios superiores de motivação autónoma, satisfação com a vida e de afetos positivos, comparativamente aos atletas do atletismo regular que por sua vez, apresentaram valores médios mais elevados de motivação controlada, de amotivação e de afetos negativos. Quando analisadas as entrevistas aplicadas apenas a atletas do atletismo adaptado, verificámos que a integração no desporto adaptado por parte destes atletas fez com que tivessem ganho maior autonomia e maior autoconfiança, ajudando-os a reconhecer melhor os seus potenciais, as suas limitações e os seus valores, o que por sua vez lhes facilitou a integração na sociedade, levando-os a participar de forma mais ativa e autodeterminada na mesma.
The Sport as a social factor in a society that seeks to be fair and egalitarian increasingly appears an important catalyst for the promotion of gender equality and social inclusion of individuals. In your strand adapted, contributes to significant improvements in functionality, social autonomy and the quality of life of individuals with disabilities. In this sense, the present study had as main objective to evaluate the Self-determined Motivation for sport, confronting the Basic Psychological Needs, satisfaction with life and Affections produced between sports athletes and regular sport in athletics, evaluating even the Social integration of disabled athletes through sport adapted in track mode. Accepted to participate in the study 127 athletes, 100 of which are regular track and field practitioners and the remaining 27 of adapted athletics. In athletics, 51% (N = 51) are female and 49% (N = 49) of males, aged between 15 and 48 years (M = 19.38; DP = 6.70 years). In athletics Adapted, 37% (N = 10) are female and 63% (N = 17) of males, aged between 16 and 50 years (M = 34.48; DP = 10.25 years). As data collection instruments used a questionnaire, composed of 4 scales that assess each of the variables: Behavioral Self-regulation in Sport Questionnaire (BRSQ), Basic Psychological Needs Exercise Scale (BPNES), Satisfaction with life scale (SWLS) and scale of Positive and negative affect (PANAS), and a semi-structured interview. The results obtained through the application of descriptive and inferential statistics revealed that athletes of adapted Athletics mode showed higher average values of autonomous motivation, satisfaction with life and positive affects, compared to athletes from track and field for your regular time, higher average values of controlled motivation, motivation and negative affects. When analyzed the interviews applied only to athletes of Athletics adapted, we found that the integration in sport adapted from these athletes made had won greater autonomy and greater self-reliance, helping them to recognize their potential, the its limitations and its values, which in turn made them your integration into society, causing them to participate in a more active and self-determined anyway.
Descrição: Dissertação de Mestrado apresentado à Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Atividade Física – Especialidade em Desporto Adaptado.
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/6039
Designação: Mestrado em Atividade Física – Especialidade em Desporto Adaptado
Aparece nas colecções:ESECB - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Denise Ferreira_Dissertação Final_2017_.pdf2,42 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.