Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.11/6062
Título: Composição corporal e habilidades motoras em crianças dos 6 aos 10 anos, com diferentes níveis de atividade física
Autor: Paulo, Rui
Marques, Jorge
Serrano, João
Honório, Samuel
Faustino, António
Mendes, Pedro
Palavras-chave: Atividade física
Composição corporal
Habilidades motoras
Data: 12-Jul-2017
Citação: PAULO, Rui [et al.] (2017). Composição corporal e habilidades motoras em crianças dos 6 aos 10 anos, com diferentes níveis de atividade física. In Seminário Internacional de Educação Física, Lazer e Saúde. Guarda, 10-12 de julho. Abstracts XIII SIEFLAS. Guarda: IPG. p. 65.
Resumo: A nossa sociedade evidencia uma tendência preocupante para a inatividade física, associados aos graves problemas de saúde pública que proliferam na sociedade (Mota & Salis, 2002). A importância da atividade física (AF) para a população infanto-juvenil é hoje inquestionável, proporcionando a prática regular destas atividades efeitos positivos sobre o organismo. A preocupação com a questão da AF e saúde, para todas as faixas etárias, tem sido constante, prova disso são as investigações realizadas nesta área, e o próprio interesse e preocupação das pessoas sobre esta temática (Paulo, 2014). O objetivo geral deste estudo passa por verificar quais as diferenças, ao nível da composição corporal e das habilidades motoras, comparando crianças com níveis de prática de AF diferenciados, de ambos os sexos e idades distintas, correlacionando ainda as variáveis composição corporal, habilidades motoras e idade. Estudo transversal com amostra constituída por 204 crianças com uma idade média de 7.83 ±1.4 anos, de ambos os géneros, divididos em dois grupos: Grupo AFEXTRA- 62 crianças que praticam algum tipo de AF, supervisionada e periodizada, complementando a prática letiva; Grupo AFESCOLA- 142 crianças que apenas praticam AF na escola. Para dividir os grupos foi feito um pequeno questionário que foi inserido no Termo de Consentimento Informado. Foram avaliados os valores de composição corporal (IMC, Perímetro Cintura (PC), Massa Muscular (MM), Massa Óssea (MO) e % Massa Gorga (MG)), recorrendo aos respetivos protocolos de avaliação, e foi aplicada a bateria de testes Körperkoordinationstest Für Kinder (KTK) (Kiphard & Schilling, 1974), que foi usada para avaliar a coordenação motora das crianças. Os dados obtidos foram tratados no S.P.S.S. 21.0 recorrendo numa primeira fase à estatística descritiva, posteriormente procedeu-se à verificação da normalidade da amostra através do Kolmogorov-Smirnov test. Para as variáveis analisadas, que não apresentaram distribuição normal, procedeu-se à utilização do teste U de Mann-Whitney, adotando-se um nível de significância de 0.05. Os resultados obtidos parecem demonstrar indiferença entre os grupos com níveis de prática diferenciada, em muitos dos indicadores estudados. O grupo AFEXTRA apresenta resultados estatisticamente diferentes (p≤0,05), ao nível de %MG, quando comparado com o grupo oposto (p=0.000). Nas restantes variáveis de composição corporal não se apresentam diferenças entres os grupos de estudo. Nas variáveis referentes às habilidades motoras, não se encontram diferenças quando comparados grupos com níveis de prática diferenciada em nenhuma das variáveis estudadas, contudo, verificam-se diferenças (p≤0,05), entre as crianças com idades distintas nas variáveis Saltos Monopedais (p=0.000), Transferência de Plataformas (p=0.011) e Score Total (p=0.001). Nas restantes variáveis de avaliação de habilidades motoras não se encontraram diferenças estatisticamente significativas (Trave (p=0.317) e Saltos Laterais (p=0.592). A prática de exercício extraescolar, supervisionado e periodizado, parece contribuir para valores de %MG mais reduzidos. A adoção de hábitos de vida sedentários reflete-se nas habilidades motoras, nomeadamente na coordenação motora, à medida que as crianças vão envelhecendo, influenciando a sua prestação motora, diminuindo a prestação da mesma.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.11/6062
ISBN: 978-972-8681-70-8
Aparece nas colecções:ESECB - Comunicações em encontros científicos e técnicos

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
sieflas.pdf47,56 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.